Modificações de ransomware duplicam no segundo trimestre de 2019

0
2

Os pesquisadores da Kaspersky detectaram 16 mil novas modificações de ransomware no segundo trimestre de 2019 – incluindo aqueles pertencentes a oito novas famílias de malware. Esse número é mais que o dobro das 7,6 mil novas amostras detectadas um ano atrás. O Relatório de Evolução das Ameaças de TI da Kaspersky do segundo trimestre de 2019 também destaca que mais de 230 mil usuários foram atacados durante o período, além de outras importantes constatações.

Segundo a Kaspersky, o aumento do número de modificações maliciosas e o surgimento de novas famílias é um sinal perigoso de que as atividades criminosas estão se intensificando, com o aparecimento de novas versões de malware.

No segundo trimestre do ano, houve um grande número de tentativas de infecção. De acordo com os dados da empresa, 232 mil usuários foram alvo desses ataques – 46% mais do que um ano atrás, no segundo trimestre de 2018. Os países com a maior parcela dos usuários atacados foram Bangladesh (9%), Uzbequistão (6%) e Moçambique (4%).

A família de ransomware que mais atacou os usuários no segundo trimestre de 2019 (23,4% dos casos) ainda foi a do WannaCry. Embora a Microsoft tenha lançado uma correção de seu sistema operacional para resolver a vulnerabilidade explorada pelo ransomware ainda em 2017, ele ainda continua em campo. Um outro agente importante foi o GandCrab com 13,8% de participação, apesar de seus criadores terem anunciado que o GandCrab não seria distribuído a partir da segunda metade do trimestre.

Deixe seu comentário