Philips anuncia cisão de seus negócios de iluminação, saúde e eletrônica de consumo

0
49

A Philips anunciou nesta terça-feira, 23, a realização de uma cisão de seus ativos nas áreas de iluminação e saúde, beleza e eletrônica de consumo para a formação de dois negócios separados, como parte da estratégia para capitalizar as mudanças pelas quais atravessa o mercado. Assim, uma das empresas será focada em soluções de iluminação, que vai continuar a se chamar Philips, e a outra voltada  a soluções de cuidados com a saúde, beleza e eletrônica de consumo, denominada Health Tech. As duas companhias ficarão localizadas na Holanda.

"Aprecio a magnitude da decisão que estamos tomando, mas é a hora certa para dar o próximo passo estratégico para a Philips, na medida em que continuamos em nossa transformação", disse Frans van Houten, CEO da Philips, em comunicado. "Ambas as empresas serão capazes de fazer os investimentos necessários para impulsionar o crescimento e a lucratividade da unidade e gerar muito mais valor para nossos clientes, funcionários e acionistas", acrescentou o executivo, declarando que ainda é muito cedo para afirmar quantos funcionários serão demitidos com a reestruturação.

De acordo com a companhia, os negócios com o setor de cuidados da saúde, agora denominado Health Tech já tem posições de liderança em, por exemplo, saúde oral, informática em saúde, ecografias, tratamentos cardíacos e de saúde em casa, servindo a um mercado total estimado em mais de 100 bilhões de euros. Já o negócio de soluções de iluminação, líder mundial em um mercado crescente estimado em mais de 60 bilhões de euros, vai se beneficiar de maior velocidade e agilidade em suas operações para fornecer inovação e acesso ao mercado de capitais para impulsionar o crescimento de sistemas e serviços de iluminação LED.

Como resultado das mudanças, a Philips espera obter uma economia de custos de 300 milhões de euros em 2016, porém, a reestruturação também irá incorrer em custos adicionais de cerca de 50 milhões de euros.

Reestruturação

A empresa tem procurado nos últimos anos focar seus negócios em áreas de crescimento, inclusive com a venda de algumas empresas. Antes do anúncio desta terça-feira, a empresa foi estruturada em torno de três linhas de negócios: serviços de saúde, estilo de vida do consumidor e de iluminação.

No ano passado, a Philips anunciou a venda de sua filial de entretenimento e estilo de vida, que produzia aparelhos de som e DVD players, depois de vender sua conturbada divisão de TVs em 2012, que acumulou perdas de quase 1 bilhão de euros desde 2007, devido à acirrada concorrência. Com informações de agências internacionais.

Deixe seu comentário