DocuSign atualiza produtos para blockchain, inteligência artificial e assinatura responsiva

0
0

A DocuSign apresentou em sua conferência anual para clientes, parceiros e desenvolvedores, o Momentum 2018, sua nova visão de negócios expandida, juntamente com inovações de produtos desenvolvidas para atender essa nova realidade e as necessidades dos clientes.

O posicionamento da empresa está centrado na modernização dos sistemas de contratação – Systems of Agreement – do mundo: tecnologias e processos que as empresas usam para preparar, assinar, aprovar e gerenciar contratos. "Nossa missão é tornar o mundo mais agradável e prático, transformando o elemento fundamental dos negócios: o processo de contratação", disse Dan Springer, CEO da DocuSign. "Com a assinatura eletrônica, eliminamos a papelada – algo que nos rendeu mais de 400 mil clientes pagantes e centenas de milhões de usuários em todo o mundo. Agora vemos uma oportunidade de expandir nosso negócio e aplicar nossa missão em todo processo do acordos e contratações".

Geoffrey Moore, autor de Crossing the Chasm e co-autor do artigo The Rise of Modern Systems of Agreement, concorda com o posicionamento: "Ao longo dos anos, as empresas investiram bilhões de dólares para transformar digitalmente seus sistemas de registro e criar sistemas de engajamento automatizados. Porém, nenhuma dessas plataformas estabelecidas lida com as complexidades e legalidades dos processos de contratações de maneira prática e ágil. Acredito que as plataformas do System of Agreement preencherão essa lacuna".

Para dar vida a essa visão, a DocuSign apresentou mais de uma dúzia de inovações de produtos no Momentum 2018, muitas das quais estão programadas para o DocuSign Summer '18 Release, ou ainda esse ano. Alguns destaques dos lançamentos incluem:

Blockchain: a DocuSign demonstrou uma integração com o blockchain Ethereum, permitindo que evidências de um acordo realizado pela plataforma DocuSign fossem automaticamente inscritos no Ethereum. A DocuSign também anunciou duas atividades baseadas em políticas e padrões: a participação na Enterprise Ethereum Alliance, onde a DocuSign está colaborando com líderes do setor para definir as melhores práticas de blockchain e padrões abertos; e participação na Câmara de Comércio Digital, onde a empresa trabalhará em conjunto com formuladores de políticas e agências reguladoras em iniciativas de blockchain.

DocuSign for Salesforce CPQ: os processos de contratos, como cotações e propostas, frequentemente envolvem vários documentos em papel, vários responsáveis e os demorados problemas de assinatura, digitalização e envio por e-mail. O DocuSign for Salesforce CPQ (Configure, Price, Quote) conecta os dados do CPQ aos contratos da DocuSign, que podem ser enviados diretamente do Salesforce. O resultado é uma experiência mais rápida e fácil em todas as etapas do processo da cotação até o recebimento.

Assinatura Responsiva: usando um exemplo de um cliente que já está em centenas de lojas de varejo nos Estados Unidos, a DocuSign demonstrou uma nova tecnologia que processa um contrato de maneira responsiva – fácil de ler se o usuário está em um computador, tablet ou telefone. A tecnologia converte, automaticamente, um contrato em PDF para HTML responsivo em tempo real, não sendo mais necessário clicar e ampliar PDFs em telas pequenas, como na maioria dos dispositivos móveis.

Seções inteligentes: a DocuSign também demonstrou como os clientes podem elevar o nível da assinatura responsiva, definindo seções flexíveis, quebras de página, opções de formatação personalizadas e muito mais. Especialmente importante para contratos mais longos ou complexos, essa estrutura e interatividade adicionais oferecem uma experiência aprimorada em relação aos PDFs estáticos.

Inteligência Artificial para Pesquisa e Insights: a empresa também apresentou pesquisas e análises de contratos baseados em Inteligência Artificial. Disponível como parte da extensão da plataforma Intelligent Insights da Seal Software, essa novidade usa tecnologias de Machine Learning e processamento de linguagem natural para ir além de palavras-chave para entender cláusulas de contratos da maneira que um ser humano faria – por exemplo, saber que uma cláusula sobre cookies na Internet é sobre privacidade, mesmo quando a palavra "privacidade" está ausente no texto.

A DocuSign também continua investindo em um dos seus públicos mais importantes: os desenvolvedores. A empresa relançou, recentemente, um centro de desenvolvedores totalmente novo, projetado para oferecer uma experiência de primeira, com exemplos de código, SDKs e kits de ferramentas. Segundo Marie Huwe, vice-presidente de programas de desenvolvimento e evangelização da DocuSign, nunca foi tão fácil começar como desenvolvedor.

"Nós automatizamos o processo para obter as chaves de integração dos desenvolvedores, permitindo com que eles possam desenvolver a partir de nossa API de maneira quase instantânea", disse Huwe. "E como quase 60% de todas as transações na plataforma DocuSign realizadas a partir de API – e mais de 80.000 sandboxes de desenvolvedores atualmente na plataforma – a comunidade de desenvolvedores é extremamente importante para nós".

Deixe seu comentário