Usuários se negam a realizar upgrade para nova versão do SAP, diz pesquisa

0
0

A Rimini Street, provedora independente de serviços de suporte a sistemas de gestão empresarial, revela os resultados de sua mais recente pesquisa mundial realizada com licenciados SAP para entender melhor suas táticas de aplicações e planos futuros.

A opção da maioria dos entrevistados (89%) é continuar com as suas atuais versões já estabelecidas de ERP da SAP. O motivo é a riqueza das funcionalidades oferecidas pelas versões que eles utilizam, o fato delas atenderem às necessidades da empresa e a atuação dessas versões como alicerce de um modelo ideal de ambiente de TI híbrido.

Além disso, 65% dos participantes da pesquisa não têm planos ou ainda não estão pensando em migrar para o S/4HANA, destacando como principal motivo para isso "o incerto retorno sobre o investimento e a falta de um case convincente de negócios".

O relatório "Rimini Street Survey: 2017 SAP Applications Strategy Findings" baseia-se em respostas de CIOs, CTOs, VPs, Diretores e Gerentes de TI de uma ampla variedade de setores e empresas de diferentes tamanhos da América do Norte, Europa, América Latina e Ásia Pacífico.A estratégia de ambiente de TI híbrido otimiza o valor do ERP da SAPEntre os entrevistados que pretendem continuar com o atual SAP Business Suite, 30% já estão adotando uma estratégia de ambiente de TI híbrido para maximizar o valor do seu SAP central como um sistema de arquivamento, ao mesmo tempo em que liberam fundos e recursos que podem ser usados de forma mais rápida e flexível para impulsionar a inovação por meio de sistemas de engajamento.

Uma estratégia de ambiente de TI híbrido oferece o melhor dos dois mundos – fornece a capacidade de gerenciar de forma confiável o negócio em uma aplicação robusta de ERP e, ao mesmo tempo, permite que a empresa adote sistemas e serviços inovadores com mais rapidez, incluindo Cloud, Mobilidade e Analytics. As organizações têm a flexibilidade de implementar sistemas de engajamento de qualquer outro fornecedor, inclusive da SAP, o que permite agilidade para a inovação e vantagem competitiva global.

Além disso, um número crescente de companhias está executando suas implementações de ERP da SAP em seus ambientes hospedados ou em Nuvem privada, aproveitando os muitos benefícios do modelo em Cloud, sem necessidade de um processo de reimplementação caro e arriscado.

A troca da verba de TI destinada a upgrades caros e disruptivos por uma estratégia híbrida e inovadora permite acelerar a conquista dos objetivos de negócios, segundo a empresa.

Além de citar o incerto retorno sobre o investimento e a falta de um case convincente de negócios por conta do baixo compromisso com o S/4HANA, outro importante motivo mencionado pelos entrevistados foi o alto custo de migração e reimplementação.

Entre os que responderam que planejam fazer a atualização, 56% estimaram que o custo total da reimplementação para mudar para o S/4HANA ficaria entre US$ 10 e US$ 100 milhões, um investimento caro que dificulta o surgimento de um case de negócios positivo e que está financeiramente distante para muitas empresas.

Outros destaques da pesquisa:

• 47% dos entrevistados consideram que os custos de suporte e manutenção da SAP são muito altos.  Aproximadamente metade dos entrevistados considera os custos com suporte e manutenção da SAP muito altos, incluindo os que disseram que os valores estão "fora de controle". Com o aumento contínuo do custo de suporte SAP, as verbas e os recursos estão cada vez mais escassos. Com a Rimini Street, os clientes conseguem economizar até 90% nos custos totais de manutenção, uma vez que eles não precisam seguir o caminho de atualização ditado pelo fornecedor, não há necessidade de reservar uma verba para suporte interno nem buscar auxílio externo para fazer customizações não cobertas pelo vendedor.

• Entrevistados citam os principais problemas com o suporte da SAPAs três principais áreas citadas como problemáticas no suporte da SAP, com base em uma pergunta da pesquisa que permitia múltiplas respostas, incluem "demora para resolver os problemas" (36%), "falta de suporte para as customizações" (33%) e "falta de experiência ou conhecimento adequado para resolver os problemas" (29%). Essas falhas no suporte da SAP apontam a necessidade de uma solução alternativa que ofereça um serviço melhor e mais responsivo do que o oferecido hoje pelo fornecedor tradicional.

Deixe seu comentário