AT&T vai monitorar tráfego de cidade norte-americana em projeto de smart city

0
18

A cidade de Portland, localizada em Oregon a noroeste dos Estados Unidos, anunciou a parceria com AT&T para testar novas tecnologias de monitoramento de tráfego, estacionamento e edifícios no município. A intenção é aumentar a "inteligência" da cidade a partir das soluções da operadora e melhorar a gestão do tráfego e da segurança pública dos cidadãos.

No projeto, a cidade planeja instalar cerca de 200 sensores da Intel em postes de luz no centro da área leste. Os dispositivos utilizarão tecnologia AT&T e do CityIQ da General Electric (GE) para monitorar o tráfego e os estacionamentos. A cidade também instalará sensores compatíveis com LTE com tecnologia da IBM e Moniteye em edifícios e outras estruturas que podem medir coisas como temperatura, inclinação e rachaduras.

Portland é a última cidade a se inscrever em um projeto de cidade inteligente da AT&T. A empresa anunciou, em 2016, o esforço conjunto com a Cisco, Deloitte, Ericsson, GE, IBM, Intel e Qualcomm, e disse que "traria a estrutura de cidades inteligentes para várias cidades de destaque inicial", incluindo Atlanta, Chicago e Dallas.

A AT&T também detalhou alguns dos seus esforços de cidade inteligente em outros locais, incluindo Chicago e Atlanta. Em Atlanta, a operadora está trabalhando com a GE e a Georgia Power para instalar monitores de iluminação LED "que, em última instância, ajudarão a melhorar as condições de segurança pública e a aumentar a eficiência, incluindo os custos de manutenção", afirmou a empresa.

Em Chicago, a AT&T afirmou que instalou quiosques de informações de tela sensível ao toque interativo em locais selecionados em torno da cidade que oferecem informações para visitantes, bem como portas de carregamento USB e oferecem serviços Wi-Fi públicos gratuitos.

A AT&T é apenas uma das muitas empresas visando o mercado das cidades inteligentes. A operadora Verizon, por exemplo, promoveu seu acordo com o município de Sacramento, na Califórnia, que inclui mais de uma dúzia de quiosques digitais e novas infraestruturas para 5G.

Deixe seu comentário