Audiência do Instagram já é 35% maior do que a do Facebook

0
395

Estudo inédito realizado pela Socialbakers, plataforma líder global em soluções para otimização de performance corporativa em redes sociais, revela que o Instagram ampliou sua liderança sobre o Facebook durante a pandemia.

De acordo com o levantamento mundial, o público no Instagram já é 34,7% maior que na primeira rede social de Mark Zuckerberg, ante uma vantagem de 28% no primeiro trimestre de 2020. Além disso, o irmão mais novo recebeu 22 vezes mais interações do que o Facebook, contra 16 vezes no primeiro trimestre de 2020. Apesar de o Instagram ser a rede com maior público e melhor engajamento, 61,9% de todas as postagens dos perfis de marcas ainda são no Facebook, mesmo o número sendo menor em comparação com o segundo trimestre de 2020, quando a concentração de posts na rede representava 70,1%.

Segundo Alexandra Avelar, country manager da Socialbakers, as marcas escolhem cada rede social para alcançar o público de maneiras diferentes. "Enquanto o Instagram lidera o envolvimento e o tamanho do público, as marcas ainda publicam mais no Facebook. Afinal, as plataformas diferem na maneira como os usuários interagem com elas, sendo o Facebook frequentemente a escolha de conteúdo mais informativo enquanto o Instagram é altamente eficaz para promover o engajamento e alcançar grandes públicos e é cada vez mais o lugar certo para as empresas se mostrarem de maneira criativa, estimularem engajamento e aumentarem o reconhecimento da marca. Já o Facebook continua sendo a melhor opção para alcançar segmentos específicos do público e transformar leads em clientes", comenta.

Quando se trata de quantidade de posts no Brasil, é possível perceber que o montante de publicações é quase o mesmo, mas, ao contrário do que acontece no mundo, a audiência das marcas é menor no Instagram, mesmo o engajamento sendo muito maior .

Ainda segundo o estudo, a quantidade total de tempo que usuários passam no Facebook voltou aos níveis pré-pandêmicos, uma tendência que começou no segundo trimestre de 2020. No entanto, de acordo com Alexandra Avelar, o horário em que as pessoas estão online mudou e as marcas precisam se atentar a isso. 

Conclusões do relatório Social Media Trends Report Q3 2020 da Socialbakers foram feitas com base nos 50 maiores perfis de marcas do mundo e no Brasil, entre julho e setembro de 2020.

 

Deixe seu comentário