Linx lança plataforma aberta para varejo automotivo

0
131

A Linx anuncia o lançamento da Linx Smart API, primeira plataforma totalmente aberta exclusiva para o varejo automotivo, que promete tecnologia flexível para integrar ferramentas e soluções de fornecedores diferentes, que sejam complementares ao negócio.

Tendência nos principais fóruns de tecnologia, a arquitetura aberta da plataforma permite que a comunicação entre sistemas seja estruturada de forma direta e fluida, com menor risco de erros humanos. Com a novidade, o varejista poderá desenvolver suas próprias soluções e produtos dentro da plataforma, customizando-as para seus clientes, e complementá-las com facilidades da Linx ou de outros parceiros, expandindo a gestão tecnológica do negócio.

Para Renato Lass, diretor de novos negócios do segmento automotivo da Linx, o lançamento marca um novo momento de empoderamento do dono do negócio, tornando-o mais autônomo em suas criações, ao mesmo tempo em que dá o suporte para sanar as dores do setor, integrando outras soluções do mercado e do ecossistema. "O varejo automotivo está passando por um processo constante de mudanças, e a digitalização e implementação de novas soluções exige maior esforço. Por isso, escolhemos justamente este nicho para trazer um novo conceito de plataforma para o varejista, com mais liberdade, flexibilidade e menos complexidade para evoluir a solução para as novidades tecnológicas do futuro. É uma forma amigável para o varejo se digitalizar de vez, melhorando o atendimento ao cliente e a gestão do negócio a partir da integração de todas as suas operações, franquias e fornecedores em um único sistema, com a Linx como parceira durante todo o processo, e não apenas como fornecedora", afirma Lass.

A estrutura em API permitirá a disponibilização de um catálogo de soluções flexíveis para os clientes, com evolução constante dos módulos e facilidade e agilidade na ativação de integrações, sempre em conformidade com a LGPD. "Pela primeira vez, o varejo automotivo terá a possibilidade de escolher e utilizar APIs para criar soluções personalizadas para o seu negócio, além de poder trocar informações entre as equipes desenvolvedoras de outros aderentes à solução. Estamos criando um ambiente tecnológico colaborativo no varejo", ressalta Lass.

A Linx espera que a solução tenha uma aderência rápida no mercado e que acelere a transformação digital do setor. Durante a fase de desenvolvimento da solução por exemplo, a Linx Smart API já foi negociada e está em implementação para mais de seis clientes. "O mercado está em busca de soluções simples e abertas. Temos certeza de que o setor automotivo será apenas o início de uma revolução na infraestrutura tecnológica do varejo como um todo", afirma o executivo.

Com a solução em nuvem, as áreas de tecnologia das empresas automotivas poderão mudar o foco de gestão de hardware e infraestrutura para inovar e trabalhar em novos aplicativos.  A Linx Smart API também permitirá o monitoramento de performance e segurança, desenvolvimento de customizações para a carteira de clientes, fórum de desenvolvedores e suporte completo de times da Linx. "Esse fórum funcionará como um espaço de colaboração, no qual desenvolvedores poderão cocriar e trocar experiências. A partir disso, podem surgir ideias e parcerias novas com o objetivo de inovar. De um lado, teremos a conexão entre pessoas que buscam transformar esse segmento automotivo e, do outro, a Linx dará o suporte para construir soluções robustas e transformadoras", acrescenta o executivo.

Catálogo da solução

Para o lançamento, a solução já disponibiliza cerca de duas mil APIs para a seleção do cliente no sistema. O varejista automotivo poderá escolher implementar funções dedicadas a áreas estratégicas do negócio, como Gestão, com funções administrativas e fiscais e de gerenciamento de veículos, peças e oficina; Veículos, com gestão de showroom, CRM e leads; Oficina, com módulos de gestão do fluxo de trabalho e agendamento; Peças, com funcionalidade dedicadas a gestão do balcão de vendas específico para cada tipo de loja; entre outros. Na prática, para o varejista – seja concessionária ou centro automotivo, até loja de autopeças ou multimarcas –, isso significa que ele poderá escolher os módulos que mais se adequam ao seu negócio e otimizar as implementações necessárias para evoluir a operação a longo prazo.

Deixe seu comentário