Acesso à banda larga fixa mantém crescimento em julho

0
0

O Brasil registrou, no mês de julho, mais de 32 milhões contratos de banda larga fixa, de acordo com dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Em comparação ao mesmo mês do ano passado, houve um aumento de 1,4 milhão de contratos.

A Claro surge como a maior operadora do segmento no Brasil, com 9,53 milhões de clientes (29,7% do mercado). A Vivo vem na sequência com 7,34 milhões (22,9%), seguida pela Oi com 5,7 milhões (17,7%).

Os pequenos provedores de Internet (ISPs), que detém menos de 5% de cada mercado de varejo de telecomunicações em que atua, ofertou banda larga fixa a 8,67 milhões de pessoas (27%). Em relação a julho do ano passado, os ISPs apresentaram o maior crescimento quantitativo da banda larga fixa, com um saldo de 1,81 milhões de contratos (26,49% a mais).

Entre as grandes empresas, a Claro registrou aumento de 341 mil contratos (3,71%), mas a Vivo e Oi apresentaram reduções, de 248 mil contratos (-3,27%) e de 474 mil contratos (-7,68%), respectivamente.

Em julho de 2019, um terço das conexões à Internet no Brasil estavam acima dos 34 Mbps, foram contabilizados 10,99 milhões de domicílios (34,2%), seguida das de 2 a 12 Mbps em 8,8 milhões (27,4%) e das de 12 a 34 Mbps em 7,85 milhões (24,4%). Além disso, 4 milhões de casas (12,5%) tinham acesso à Internet entre 0,51 e 2 Mbps e 382 mil (1,1%) até 0,51 Mbps.

Deixe seu comentário