Itaú Unibanco seleciona AWS para acelerar processo de transformação digital

0
113

Nesta segunda-feira, 30, a Amazon Web Services, Inc. (AWS) anunciou que o Itaú Unibanco Holding selecionou a AWS como seu provedor estratégico de nuvem de longo prazo. O Itaú Unibanco usará a nuvem para acelerar sua transformação digital e melhorar a experiência bancária de seus 56 milhões de clientes em todo o mundo. Como parte do acordo de 10 anos, que expande o relacionamento do banco com a AWS, o Itaú Unibanco vai migrar a maior parcela de sua infraestrutura de TI dos mainframes e de seus data centers para a nuvem. Os valores do acordo não foram revelados.

O Itaú Unibanco também levará suas principais plataformas bancárias, soluções de call center, aplicativos bancários on-line e móveis para a AWS, criando uma arquitetura tecnológica mais flexível e eficiente que ajudará o banco a introduzir novos serviços para o cliente de forma mais rápida e com custos operacionais mais baixos.  Além disso, o banco aproveitará a infraestrutura da AWS e a amplitude de seus serviços, incluindo analytics, machine learning, serverless, contêineres, banco de dados gerenciado, processamento, armazenamento e segurança, para captura de informação e insights que permitam o desenvolvimento de novas linhas de negócios e aplicativos com segurança e dentro da conformidade regulatória. O banco também planeja capacitar milhares de seus colaboradores, além dos 1.300 profissionais já treinados em tecnologias avançadas em nuvem, para estimular e acelerar a inovação.

A instituição está expandindo o uso do amplo portfólio de recursos da AWS em todas as linhas de negócios bancários, cartões de crédito e seguros, bem como em todas as suas subsidiárias, como a Rede, uma das maiores provedoras de soluções de pagamento eletrônico do Brasil. O Itaú Unibanco utiliza a Amazon Elastic Compute Cloud (Amazon EC2) para fornecer capacidade de computação segura e escalável para o Pix, a primeira plataforma nacional de pagamento instantâneo digital do Brasil que ajuda a reduzir a dependência de transações baseadas em dinheiro e cartão de crédito.

Da mesma forma, o Itaú Unibanco utiliza o Amazon Elastic Container Service (Amazon ECS) e o AWS Lambda (serviço de computação serverless da AWS), para lançar e escalar rapidamente novas ofertas de serviços financeiros, incluindo o iti, plataforma de conta digital gratuita do banco que permite aos usuários digitalizar QR codes para pagar de forma fácil e segura produtos e serviços, além de transferir fundos.

Ao modernizar a Credicard, uma das maiores plataformas de cartão de crédito do Brasil, na AWS, o Itaú Unibanco está criando uma plataforma digital de pagamentos e serviços bancários que pode incorporar facilmente novos recursos para atender às necessidades dos clientes. Olhando para o futuro, o Itaú migrará de bancos de dados legados para os bancos nativos em nuvem da AWS, como o Amazon Aurora (banco de dados relacional da AWS) e o Amazon DynamoDB (banco de dados de valor-chave da AWS, que oferece desempenho de milissegundo de um dígito em qualquer escala com criptografia incorporada e recuperação de dados). O objetivo é processar transações financeiras de forma rápida, confiável e segura e permitir a construção de novos aplicativos com uma arquitetura de microsserviços que suporte a escalabilidade e simplifique atualizações.

O Itaú Unibanco também está aproveitando as tecnologias de análise e machine learning da AWS para obter insights mais profundos sobre as necessidades bancárias de seus clientes e oferecer experiências mais personalizadas. Por exemplo, o banco está usando o Amazon SageMaker (serviço da AWS que permite que cientistas de dados e desenvolvedores construam, treinem e implantem modelos de machine learning rapidamente) para identificar padrões nos hábitos bancários individuais dos clientes e, em seguida, usar essas informações para ajudar os chatbots de atendimento de forma proativa, oferecer assistência e fornecer respostas mais rápidas e precisas às perguntas dos clientes.

O Itaú Unibanco está criando uma plataforma de machine learning para toda a empresa na AWS para acelerar a inovação, automatizar fluxos de trabalho e gerar insights preditivos.

"A indústria bancária precisa entregar valor aos clientes e a AWS nos ajuda a otimizar o tempo para valorizarmos todos os aspectos do nosso negócio, ao mesmo tempo em que amplia os benefícios dos pagamentos digitais para nossos clientes. Estamos buscando uma transformação digital completa na AWS, saindo da tecnologia legada de mainframe e usando seu portfólio de serviços para obter insights e agilidade que nos tornarão ainda mais responsivos às necessidades de nossos clientes. Ao mesmo tempo, estamos investindo em nossos colaboradores, treinando-os nas mais avançadas tecnologias em nuvem para que eles possam inovar continuamente em nome das pessoas físicas e jurídicas que atendemos", afirma Candido Bracher, CEO do Itaú Unibanco.  "Escolhemos a AWS em razão de sua amplitude e capacidade, altos níveis de segurança, infraestrutura global e experiência em serviços financeiros. Vemos a AWS como um parceiro estratégico e estamos ansiosos para expandir agressivamente nossa presença na nuvem para ajudar os sonhos financeiros de nossos clientes a se tornarem realidade."

 

Deixe seu comentário