TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Receita de mobilidade como serviço ultrapassará R$ 11 bilhões em 2023

Postado em: 15/10/2018, às 19:55 por Redação

Um novo estudo da Juniper Research constatou que as receitas geradas pelo uso de plataformas MaaS (Mobilidade como serviço), que integram serviços de transporte multimodal (incluindo ônibus, táxis, trens e metro), vai ultrapassar US$ 11 bilhões até 2023. Este é um aumento estimado de US$ 100 milhões em 2018 e é um crescimento médio anual de 156%.

A nova pesquisa, "Mobilidade como Serviço: Oportunidades Emergentes, Estratégias de Fornecedores e Previsões de Mercado 2018-2023", constatou que o aumento das pressões regulatórias para opções de transporte combinadas, ambientalmente sustentáveis ??e financeiramente acessíveis resultou no surgimento de plataformas MaaS.

Descobriu-se que a implementação do MaaS será impulsionada ainda mais pelo foco emergente em iniciativas de cidade inteligente. No entanto, a implementação de uma política de dados abertos é necessária imediatamente para realizar essa visão. A Juniper prevê que o número total de usuários do MaaS chegará a 10 milhões até 2023, já que os pilotos se tornam ofertas de serviços atraentes.

Economia de custos

Juntamente com os "fatores impulsionadores" de cima para baixo, a adoção do usuário será incentivada pela redução de custos atuando como um "fator de atração". A Juniper prevê que a economia nos custos de combustível com a implementação do MaaS atingirá mais de US$ 32 bilhões em 2023, acima dos US$ 210 milhões em 2018.

O autor da pesquisa, Nick Maynard, explicou: "Os passageiros enfrentam uma proposta convincente em MaaS, que promete reduzir o tempo de viagem e gerar economias significativas. No entanto, os provedores de serviços precisarão de tempo para estabelecer a confiança necessária para sustentar desafios bem-sucedidos aos paradigmas tradicionais de transporte."

A pesquisa também descobriu que as plataformas emergentes de MaaS terão que competir cada vez mais com os fornecedores de "ridesourcing", como Uber, Lyft e DiDi Chuxing (99), que estão expandindo suas ofertas integrando as opções de transporte público em seus aplicativos.

Isso significa que, para ter sucesso, o MaaS deve oferecer uma experiência multimodal superior, bem como incentivos financeiros, o que exigirá apoio dos provedores de transporte existentes, juntamente com a cooperação da cidade e apoio legislativo. Sem esses fatores, o MaaS não terá os elementos que o diferenciam do transporte tradicional, levando a uma adoção inadequada.

RSS
Facebook
Twitter
LinkedIn

Tags: , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)

Top
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial