TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Conglomerado de criptografia chinês Bitmain poderá fazer IPO de US$ 18 bilhões

Postado em: 14/08/2018, às 18:30 por Redação

O conglomerado de criptografia chinês Bitmain está abrindo uma oferta pública inicial (IPO) na qual espera levantar US$ 18 bilhões, segundo a CoinDesk. A Bitmain, que é a maior produtora mundial de chips de criptografia, ou ASICs, já fechou US$ 450 milhões em financiamento de fundos privados como Sequoia, GIC e IDG Capital, além de uma rodada de financiamento de US$ 1 bilhão liderada pela gigante chinesa de tecnologia Tencent e SoftBank do Japão.

A empresa está pronta para entrar com o IPO no mês que vem para fazer parte da listagem na Bolsa de Valores de Hong Kong (HKSE). De acordo com documentos vistos pela CoinDesk, a listagem está prevista para o final de 2018 ou Q1 2019 e será subscrita pela China International Corporation. A listagem da Bitmain segue uma série de outros unicórnios chineses tornando-se públicos, com os concorrentes diretos de mineração de criptografia, Canaan Creative e Ebang Communication, também preenchidos para listagens na HKSE.

Isso marcaria o maior IPO com foco em criptografia do mundo. O recorde para o maior IPO até o momento é mantido pelo Alibaba, que arrecadou US$ 25 bilhões em 2014, enquanto o IPO altamente antecipado do Facebook arrecadou US$ 16 bilhões em 2012. A oferta pública antecipada da Bitmain poderá dar à empresa um valor de mercado de US$ 40 bilhões a US$ 50 bilhões.

A decisão da Bitmain de buscar um IPO poderia trazer mais legitimidade ao espaço criptográfico. A conclusão de uma oferta pública tão grande por uma empresa de criptografia servirá como um grande passo em direção ao mainstream de toda a indústria, permitindo que grandes grupos de investidores obtenham exposição a atividades relacionadas à criptografia no mercado público.

Além disso, diferentemente das OICs, as ofertas públicas de ações colocam o controle regulatório sobre as empresas e exigem que elas cumpram certos padrões de transparência. Essa escolha, portanto, poderia ajudar a Bitmain a ganhar mais credibilidade junto aos investidores e sugere que as empresas focadas em criptografia estão cada vez mais cientes da necessidade de uma estrutura regulatória e legal para atrair investimentos de longo prazo, legitimar seus negócios e acelerar o crescimento.

RSS
Facebook
Twitter
LinkedIn

Tags: , , , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)

Top
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial