Intel, BMW e Mobileye firmaram acordo para desenvolver carros autônomos

0
0

A BMW, Intel e a israelense Mobileye NV firmaram acordo para desenvolver veículos autônomos, por meio da combinação do know-how da montadora alemã na fabricação de carros de luxo, da tecnologia de chips da gigante dos semicondutores e do software para carros autônomos da Mobileye. Segundo as empresas, o plano é ter automóveis autônomos em linha de produção até 2021.

As três empresas não estão sozinhos na corrida para introduzir tecnologias para veículos sem motorista. A General Motors, a fabricante de carros elétricos Tesla Motors e também o Google estão competindo para sair na frente na oferta de carros autônomos. Aliás, a Mobileye, que desenvolve software e componentes que ajudam a evitar colisões, já trabalha com a GM e a Volkswagen.

Em comunicado, a BMW disse que "o objetivo da parceria é desenvolver soluções que permitam ao motorista não só tirar as mãos do volante, mas também desviar o olhar ou a atenção da via para fazer algum trabalho ou atender um telefonema". "Juntamente com a Intel e a Mobileye, a BMW irá desenvolver as soluções necessárias e sistemas inovadores para a condução do carro totalmente automatizada", disse a montadora de automóveis.

Com a queda nas vendas de chips usados em computadores pessoais, a Intel tem procurado novos nichos de mercado e o segmento de semicondutores para a indústria automobilística é mais uma fonte de receita. Tanto que, em maio, ela anunciou a aquisição da empresa russa Itseez, que desenvolve software e serviços para sistemas de assistência ao motorista. Na parceria, a Intel está contribuindo com ativos de computação, conectividade, segurança e proteção, segundo informou em nota.

Para a Mobileye, o acordo é um oportunidade para disseminar seu sistema EyeQ5 e sua tecnologia Road Experience Management (REM) para fornecer localização precisa. Intel está contribuindo ativos de computação, conectividade, segurança e proteção, disse que a empresa EUA.

Já a BMW disse que planeja tornar seu modelo iNEXT a base de sua estratégia de condução autônoma, tanto nas rodovias como nas cidades, para o compartilhamento de transporte totalmente automatizado.

As empresas também estabeleceram um cronograma para a criação de uma plataforma baseada em padrões abertos para carros autônomos. A plataforma estará disponível para outros fabricantes de carros e indústrias, disse a BMW.

Deixe seu comentário