Amazon Air expande frota de aeronaves de cargas

0
0

A Amazon continua a se adaptar para atender às necessidades de mudança dos clientes, investindo em maneiras de fornecer entrega rápida e gratuita. Nesta quarta-feira, 3, a empresa anunciou o arrendamento de 12 aeronaves de carga convertidas Boeing 767-300 do Air Transport Services Group (ATSG). Essas aeronaves se juntarão à frota de 70 aeronaves da Amazon para elevar sua rede total a mais de 80 aeronaves. Uma das novas aeronaves ingressou nas operações de carga aérea da Amazon em maio de 2020, com as 11 restantes a serem entregues em 2021.

A expansão da frota da Amazon Air ocorre em um momento em que as pessoas nas comunidades de todo o país continuam a se adaptar a esse momento sem precedentes, com muitos contando com a entrega dos itens de que precisam diretamente à sua porta. A Amazon Air desempenhou um papel central durante a pandemia do COVID-19, transportando suprimentos essenciais de EPI para associados da Amazon, profissionais de saúde de primeira linha e organizações de socorro nos EUA, mantendo a capacidade de operações regulares de carga para garantir que os clientes continuem recebendo os itens de que precisam. Agora, com a capacidade de carga expandida por vir, a Amazon continuará atendendo à demanda em evolução e a uma base de clientes crescente.

"A Amazon Air é fundamental para garantir a entrega rápida de nossos clientes – tanto no ambiente atual que estamos enfrentando quanto além", disse Sarah Rhoads, vice-presidente da Amazon Global Air. "Durante um período em que muitos de nossos clientes confiam em nós para obter o que precisam sem sair de casa, a expansão de nossa rede aérea dedicada garante a capacidade de oferecer o que nossos clientes desejam: ótima seleção, preços baixos e velocidade de remessa rápida."

A Amazon continua a expandir operações no solo, além de aeronaves. A abrirá novos hubs aéreos regionais no Aeroporto Internacional de Lakeland Linder, na Flórida, e no Aeroporto Internacional de San Bernardino no próximo ano, juntamente com o Amazon Air Hub central no Aeroporto Internacional de Cincinnati / Kentucky do Norte em 2021. Em maio, o Amazon Air começou Operações de gateway (GTW) no Aeroporto Internacional Austin-Bergstrom em Austin, Texas, e no Aeroporto Internacional Luis Muñoz Marín em San Juan, Porto Rico.

Deixe seu comentário