Empresa de cobrança digital cresce 240% em 2020

0
49

A Acordo Certo, empresa de renegociação de dívidas 100% online, entre os anos de 2019 e 2020 saltou de R$ 1,2 milhões para R$ 4,2 milhões, um aumento de mais de 240%. A base de cadastrados também cresceu: foram 7,9 milhões em 2020, número 101% maior que os cadastros realizados em 2019. Ao todo, já são 15 milhões de brasileiros cadastrados em busca do nome positivo.

O ganho em escala é inegável, para Dilson de Sá, CEO da Acordo Certo, o crescimento observado no último ano reforça o posicionamento da empresa, que une valores de uma abordagem sem assédios, empática e acolhedora, à escolha de parceiros estratégicos que venham de fato contribuir para a missão da empresa de se colocar ao lado do consumidor para tornar sua vida financeira mais saudável. 

"Em um cenário de pandemia, em que as finanças dos brasileiros foram diretamente afetadas, oferecer um produto totalmente online, seguro, rápido e desburocratizado é realmente uma vantagem. Somada ao trato humano que priorizamos, acumulamos mais de 15 milhões de clientes cadastrados, sendo que 7,9 milhões chegaram apenas no último ano", explica o CEO.

Atualmente, contando com um leque de mais de 30 empresas parceiras, a Acordo Certo conseguiu recuperar mais de R$ 288 milhões em acordos de dívidas em atraso em 2020. Em relação à 2019, em que o total acumulado foi de R$ 77,7 milhões, a fintech obteve um crescimento de 271%.

Com a ampliação do número de parceiros, que subiu 64%no último ano, a empresa possibilitou que mais pessoas realizassem suas negociações pelo site. Com isso, o número de dívidas disponíveis saltou de 2 milhões para 3,4 milhões, um crescimento de 64%.

"Compreendemos que o último ano foi muito desafiador para os brasileiros. Em um cenário de incertezas, as finanças foram diretamente prejudicadas. A plataforma da Acordo Certo, por focar no bem-estar financeiro das pessoas, consegue oferecer uma solução com até 99% de desconto no valor da dívida, quebrando o paradigma da recuperação de dívida a qualquer custo. Nosso objetivo é transformar esse processo em algo que não seja constrangedor e doloroso", reforça de Sá.

Deixe seu comentário