Visa desafia fintechs e startups a desenvolverem soluções para recuperação de PMEs latino-americanas

0
0

A Visa lança a quarta edição do Visa Everywhere Initiative (VEI) na América Latina e no Caribe em parceria com a Finnovista, convidando fintechs e startups de outras indústrias para apresentar, até 30 de junho, suas soluções inovadoras para impulsionar a recuperação econômica das pequenas e médias empresas e o setor de mobilidade urbana da região. Como uma das líderes do ecossistema global de pagamentos, a Visa pretende fortalecer o posicionamento das PMEs no contexto atual por meio de soluções tecnológicas relacionadas à aceleração de pagamentos móveis e por aproximação, do reforço de suas atividades de e-commerce, do aumento de liquidez, etc.

A Visa quer oferecer soluções para que empresas com operações online e físicas na América Latina e no Caribe reativem sua atividade econômica e acelerem sua recuperação por meio da digitalização. "Em tempos de crise e isolamento como os atuais, a digitalização passa a ser uma necessidade urgente de PMEs e consumidores. Na Visa, apoiamos os novos modelos de negócios capazes de solucionar os desafios de hoje. A colaboração com startups latino-americanas que inovam nesse segmento e a melhoria de soluções de pagamento de transporte público são medidas fundamentais para a recuperação das empresas latino-americanas", diz Arnoldo J. Reyes, vice-presidente de Alianças Digitais, Fintech e Empreendedorismo da Visa para a América Latina e Caribe.

PMEs em tempos de Covid-19

Segundo a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), a economia da região encolheu 1,8% este ano em decorrência da crise econômica e na saúde causada pela Covid-19 . Além disso, segundo a pesquisa realizada pela Visa Business Solutions com PMEs no México, Brasil e Colômbia em maio, 83% tiveram uma redução em sua atividade desde o início da pandemia.

A preocupação mais urgente desses pequenos empresários é o pagamento da folha de pagamento, seguida do pagamento do aluguel ou financiamento do imóvel onde a empresa está instalada. A pesquisa indicou também que as PMEs da região estão bem digitalizadas quando se trata de fazer transações bancárias digitais (87%) e usar canais de mídia social (97%) na comunicação com os clientes. Entretanto, a pesquisa mostra que a penetração dos pagamentos digitais é significativamente menor, uma vez que só um terço das PMEs tem um terminal POS e só 20% das PMEs que atuam no varejo vendem on-line, o que pode ser uma barreira à sobrevivência dessas empresas durante a crise.

Os padrões de consumo adquiridos nas últimas semanas destacam a necessidade de digitalização. Só no México, os downloads de apps criados por fintechs cresceram cinco vezes. Estudos da Finnovista mostram que essa situação reflete a consolidação das indústrias fintech em vários países latino-americano, onde as startups do setor estão ficando cada vez mais importantes e ofertando serviços financeiros a todos os segmentos comerciais e, em especial, às empresas que têm mais dificuldade de acesso a estruturas financeiras tradicionais, como os pequenos empreendimentos.

Com a pandemia impactando as economias ao redor do mundo, a inovação ganha mais relevância do que nunca. As pequenas empresas são a força motriz das economias da América Latina – 99% das empresas da região são PMEs – e, segundo a CEPAL, são responsáveis por 61% dos empregos formais. Com a edição 2020 do Visa Everywhere Initiative, a Visa quer contribuir para a recuperação das PMEs da América Latina e do Caribe por meio da identificação de soluções capazes de fortalecer as operações e as capacidades dessas empresas.

"As fintechs da América Latina e do Caribe aprenderam a aproveitar a demanda social por novas tecnologias aplicadas a atividades financeiras há anos. No México, a última edição do Fintech Radar confirma que 441 startups atuam no setor. Na Colômbia, esse tipo de empreendimento cresceu 26% em um ano e já soma 200 startups, o que demonstra o talento da região para oferecer soluções inovadoras para PMEs latino-americanas. Além disso, muitas delas têm modelos de negócios com excelente potencial de crescimento. Elas encontram na Visa, uma das grandes empresas globais da indústria de tecnologia de pagamento eletrônico, uma aliada excepcional para continuarem enriquecendo sua empresa", explica Andrés Fontao, cofundador e sócio-gerente da Finnovista.

Desafios do VEI 2020

Nesta edição do Visa Everywhere Initiative para a América Latina e o Caribe, a Visa está em busca de startups do setor fintech e de outros setores em fases de ganho de escala e crescimento aptas a resolver estes desafios:

• Desafio 1: a Visa quer saber como as startups podem impulsionar a inovação e melhorar o ecossistema de pagamentos digitais da América Latina e do Caribe para apoiar e acelerar a recuperação econômica das PMEs em curto e longo prazo. A Visa pretende ajudar a pequena empresa, independentemente de sua operação ser virtual ou física, com soluções tecnológicas que ofereçam, entre outras coisas, pagamentos móveis e por aproximação, maior acessibilidade ao comércio eletrônico, empréstimos no POS, mecanismos de liquidez, programas de recompensa ou fidelidade aos seus clientes ou mais facilidade na gestão de seus serviços bancários, bem como pagamentos digitais para seus clientes.

• Desafio 2: outro ponto fundamental para a recuperação das cidades da região em um momento em que elas se preparam para a retomada, é a mobilidade urbana que, sem dúvida, mudará significativamente. Centenas de milhões de pessoas usam transporte público diariamente na América Latina. A Visa trabalha para facilitar experiências de pagamento de transporte público por meio do seu modelo Mass Transit Transaction, baseado na tecnologia de pagamento por aproximação da EMV, que possibilita a realização de transações de pagamento dentro de sistemas de transporte público usando cartões de pagamento por aproximação, dispositivos móveis ou vestíveis. A Visa continua trabalhando com a indústria de mobilidade urbana para habilitar pagamentos rápidos, fáceis e seguros em mais meios de transporte da região, buscando soluções inovadoras para ajudar a melhorar a jornada. De que maneira a Visa pode trabalhar com sua startup para desenvolver e melhorar a experiência de transporte público, serviços de micromobilidade ou outras formas de bilhetagem e pagamento de mobilidade para milhões de pessoas?

Todas as startups elegíveis com operações na América Latina e no Caribe estão convidadas para submeter suas soluções inovadoras dentro do ecossistema de fintechs. As empresas podem se inscrever no Visa Everywhere Initiative 2020 até 30 de junho acessando os sites da Visa e da Finnovista. Serão realizadas cinco semifinais digitais entre 17 e 21 de agosto. As 30 soluções selecionadas poderão se relacionar virtualmente com outras startups e stakeholders da Visa em eventos privados. Nas semifinais, as startups apresentarão suas propostas aos jurados, que escolherão duas finalistas de cada semifinal.

A vencedora da quarta edição do Visa Everywhere Initiative receberá um prêmio de US$25.000. A segunda e a terceira colocada do programa receberá US$15.000 e US$10.000, respectivamente. A Visa vai explorar diferentes formas de colaboração com cada startup, como o desenvolvimento de programas piloto ou PoC (prova de conceito), participação em uma ou mais sessões de mentoria no decorrer do ano e outras alternativas.

Para mais informações, visite os sites da Visa e da Finnovista. O Visa Everywhere é uma competição entre startups da região – diferente do Programa de Aceleração Visa, que já acelerou mais de 66 empresas no Brasil desde 2017.

A Flexio, startup mexicana que oferece empréstimos parcelados para compras online usando o cartão de débito e vencedora da última edição do Visa Everywhere Initiative LAC, confirmou que o "Visa Everywhere Initiative foi um ponto de virada para a Flexio. A empresa deixou de ser uma promessa do mundo fintech da América Latina para se tornar uma empresa consolidada, com alcance regional e respaldada por uma das marcas mais poderosas do mundo: a Visa. O VEI e a Finnovista nos conectaram com a equipe da Visa que rapidamente nos colocou em contato com seus parceiros para que pudéssemos expandir nosso negócio exponencialmente".

Desde 2015, o Visa Everywhere Initiative chegou a seis continentes e 100 países, com a participação de mais de 7.000 startups. Na América Latina, o VEI atraiu mais de mil startups desde seu lançamento, ajudando a expandir o ecossistema de pagamento com talentos emergentes. Há cerca de duas semanas, a Visa firmou contratos de colaboração com a Flexio, vencedora do Visa Everywhere Initiative 2019, e a Kublau, startup mexicana vice-campeã do ano passado. Juntas, elas continuarão impulsionando o comércio eletrônico na região.

Deixe seu comentário