Wincor Nixdorf firma acordo com Perto para produzir caixas eletrônicos no país

0
9

A Wincor Nixdorf, fornecedora de soluções de TI para bancos e varejistas, está se preparando para expandir o negócio de software no Brasil, ao mesmo tempo que  planeja trabalhar em cooperação com a Perto,  no  segmento  de hardware. Com base no acordo concluído recentemente, a empresa gaúcha vai assumir a produção dos sistemas da fabricante alemã para clientes no Brasil.

Com sede em Gravataí, Rio Grande do Sul, a Perto é especializada em tecnologia de automação e serviços de TI para bancos e varejistas. "Ao trabalharmos juntos, seremos capazes de melhorar substancialmente os nossos prazos de entrega e nossos canais de fornecimento para os clientes no Brasil", disse Eckard Heidloff, CEO e presidente da Wincor Nixdorf, durante a assinatura do acordo de cooperação na segunda-feira, 3, em Gravataí.

Conforme os termos deste acordo, a Perto responderá pela configuração e a produção dos caixas eletrônicos (ATMs) da Wincor Nixdorf destinados ao mercado brasileiro. Para esta finalidade, a fabricante alemã irá fornecer todos os componentes principais necessários e  garantir amplo suporte técnico. Ao mesmo tempo, garantirá a conformidade com os seus padrões de qualidade. Além disso, as duas empresas pretendem trabalhar em colaboração uma com a outra, no campo da tecnologia para caixas eletrônicos, rumo a  evolução das operações nas agências  bancárias no Brasil,  em sintonia  com futuras necessidades.

"Os resultados de projetos de clientes iniciais mostraram que os bancos brasileiros estão cada vez mais receptivos a reciclagem de dinheiro, uma vez que oferece maior eficiência e segurança no processo", diz Thomas Elbling, CEO da Perto.

Como pano de fundo dos esforços para alcançar maior eficiência e segurança nas redes de caixas eletrônicos (ATMs), a  Wincor Nixdorf identificou uma  crescente demanda  no segmento de  software e  serviços  no Brasil. "Devido  a enorme pressão sobre os custos, observamos  um movimento global  de adoção de aplicações de software abertos e padronizados para a operação de ATMs ,  que trazem vantagens na simplificação do ambiente de tecnologia, maior performance e ganhos de produtividade em relação aos sistemas proprietários", disse Heidloff.

Deixe seu comentário