RHI Magnesita implementa solução de computação de alto desempenho

0
42

A RHI Magnesita, multinacional produtora de refratários para as indústrias siderúrgica, de cimento e não-ferrosos, vidro, petroquímico, dentre outras, implementou um cluster com servidores de alto desempenho da Dell Technologies, e contou com a otimização de toda a solução de software pela Versatus HPC. A companhia, após avaliar alguns fornecedores do setor, escolheu as empresas devido às soluções extremamente especializadas que ofereceram, aliadas a um preço competitivo. O projeto teve como objetivo aumentar o desempenho da RHI Magnesita nas simulações que faz para estudar os processos internos e seus clientes, que são altamente robustas e precisam de altíssimo poder computacional (HPC – High Performance Computing).

A implementação do cluster na RHI Magnesita foi feita em duas etapas: na primeira, o time da Dell Technologies foi responsável pela implantação dos servidores, e, posteriormente, a Versatus HPC fez a configuração lógica do cluster e do software – no caso da RHI Magnesita, uma solução proprietária para dinâmica de fluídos (ou CFD) da Ansys específica para auxiliar a área de engenharia no desenvolvimento de produtos mais adequados às necessidades dos clientes com maior agilidade. A Versatus HPC deixou o cluster da RHI Magnesita otimizado para rodar o software da Ansys, instalando e configurando uma solução customizada especialmente para esse projeto.

O salto no desempenho foi impressionante com essa atualização, pois foi possível reduzir o tempo de simulação de engenharia que a empresa faz, em média, em cinco vezes. Esse ganho de produtividade permitiu que a companhia começasse a rodar mais casos dos modelos que já utilizavam e, mais importante do que isso, executasse casos mais complexos, que anteriormente não eram possíveis devido ao tempo despendido. Por consequência, a RHI Magnesita conseguiu ampliar o número de clientes e a qualidade dos modelos e das soluções que oferece.

"A infraestrutura computacional é muito importante para que possamos sempre fornecer soluções que trarão ganhos para nossos clientes e nossa empresa. Quando falamos em fornecer serviços e soluções, nos referimos a não apenas vender uma 'peça refratária' ao cliente, mas, sim, a melhor peça para aquele processo. Isso só é possível por meio da simulação computacional do processo e da peça para que, com base nos resultados, sua geometria e/ou composição possa ser melhorada", explica Rubens Alves Freire, gerente de Engenharia de refratários (alocado em Viena, na Áustria), da RHI Magnesita.

"A partir de um completo portfólio de soluções para computação de alto desempenho (HPC), a Dell Technologies tem apoiado um número crescente de empresas que, assim como a RHI Magnesita, precisam modernizar seus ambientes de TI para resolver problemas complexos e acelerar projetos que tragam resultados reais para o negócio", afirma Raymundo Peixoto, vice-presidente de Soluções de Data Center da Dell Technologies América Latina.

De acordo com Denis dos Anjos, diretor da Versatus HPC, Supercomputadores ou Clusters de Alto Desempenho são máquinas extremamente complexas, funcionando de forma orquestrada, compostas por unidades de processamento, gerenciamento e armazenamento, além das diversas camadas de softwares, e que por isso, requerem um conhecimento técnico muito especializado, que é distinto do que é provido na computação tradicional suportada pelos departamentos de TI. "Com isso, torna-se muito necessária a contratação de companhias especializadas, como a Versatus HPC, pois além de permitir que seja extraído todo o poder de processamento do super computador através de configurações otimizadas, garantem que ele estará sempre disponível e que possa ser restabelecido rapidamente, mesmo em caso de falha grave. Em uma máquina como essa, uma única hora fora do ar significa que mais de 268 milhões de cálculos deixaram de ser executados".

Para Freire, a implementação foi muito bem-sucedida, porque houve um curto downtime de adaptação em relação à troca da antiga solução para a nova. "Isso agregou muito valor ao nosso serviço, pois conseguimos evoluir nosso atendimento ao cliente, resolvendo os problemas com mais agilidade. Além das soluções implementadas, foram instalados quatro workstations virtuais para que o pré e o pós-processamento das simulações pudessem ser realizados de maneira remota, possibilitando que nossos engenheiros de desenvolvimento trabalhassem de qualquer localidade. Isso trouxe ainda mais agilidade e flexibilidade para o processo. E, para completar, com este novo projeto obtivemos um aumento de 130% na quantidade de cores da nossa solução".

A RHI Magnesita busca, com a simulação dos projetos, desenvolver produtos que terão melhor desempenho nos clientes, ao mesmo tempo que diminui custo, tempo e riscos. É um ambiente siderúrgico, severo, de alta temperatura, onde não é possível ter risco de acidente.

"Por isso, é muito mais seguro e confiável, antes de intervir na usina, demonstrar ao cliente, por meio de uma simulação, que sua proposta vai trazer benefício. E como na indústria o objetivo é fazer com que tudo seja mais rápido e com menor custo, ter um cluster melhor e mais confiável ajuda a fazer essa análise em menos tempo, o que é uma vantagem muito grande", explicou Rubens Freire.

Capaz de manter sua resistência em altas temperaturas, o refratário é utilizado em revestimentos de fornos, incineradores e reatores. O termo "refratário" é atribuído a um grupo de materiais, na sua maioria cerâmicas, capaz de suportar altas temperaturas sem perder sua propriedade físico-química – dentre elas, resistência e baixas condutividades térmica e elétrica.

A Versatus HPC faz sob medida o desenho da arquitetura, a implementação e manutenção de clusters HPC para seus clientes, em sua maioria na área acadêmica, utilizando sempre a tecnologia de servidores da Dell própria para alta densidade. Quanto aos usos de HPC, Denis acrescenta: "Apesar de realizarmos importantes implementações de sistemas de alto desempenho na área acadêmica, vemos um crescimento da adoção desta tecnologia pela indústria, otimizando processos e acelerando o desenvolvimento de produtos. Ficamos muito satisfeitos ao ver que outros mercados estão aderindo à computação de alto desempenho e com isso tendo relevantes ganhos e abrindo caminho rumo à Indústria 4.0".

Com uma abordagem holística que analisa desde as técnicas e algoritmos computacionais que seus clientes utilizarão até as infraestruturas elétrica e térmica do recinto em que os sistemas repousarão, a empresa projeta o cluster certo para resolver o problema computacional em pesquisa ou produção. Isso garante a aquisição de um sistema tecnicamente robusto, ecologicamente responsável, com preço competitivo e um suporte de alta qualidade.

Deixe seu comentário