PMEs listam desafios com backup e recuperação de dados em ambientes virtuais

0
24

As pequenas e médias empresas dos Estados Unidos e da Europa enfrentam problemas com o custo, complexidade e falta de capacidade para a proteção de dados em ambientes virtuais.

A constatação foi feita Veeam Software a partir de pesquisa com 500 empresas, cujos dados estão consolidados no Relatório de Proteção de Dados em Virtualização.

Segundo o levantamento, realizado entre novembro e dezembro do ano passado, 85% das empresas estão enfrentando desafios relacionados a custos com backup e recuperação, 83% com a falta de recursos e 80% com a complexidade dos procedimentos.

Isto significa que há no máximo 15% de pequenas e médias empresas que, atualmente, não têm problemas com a proteção de dados. Entre os maiores desafios relacionados ao backup e recuperação de ambientes virtuais citados pelas empresas estão altos custos de gestão, modelos de licenciamento caros.

Backups que requerem demasiado armazenamento, a demora nos procedimentos e ferramentas difíceis de configurar e usar também figuram na lista das principais reclamações das empresas.

"Cada vez mais, as pequenas e médias empresas estão sendo submetidas aos mesmos desafios de tecnologia da informação (TI) e pressões comerciais das grandes empresas", comenta Ratmir Timashev, presidente e CEO da Veeam.

Assim, diz o executivo, qualquer interrupção na infraestrutura de TI pode ter consequências graves. "Por isso é tão preocupante que a grande maioria das pequenas e médias empresas enfrente os desafios de custos, complexidade e com capacidade de backup e recuperação."                                                                                                         

A pesquisa concluiu, ainda, que em 41% das pequenas e médias empresas o tempo de inatividade, no caso de uma falha, custa US$ 150 mil ou mais por hora, o que significa que falhas podem custar estas organizações 600 mil dólares ou mais com base nos tempos de recuperação de dados.

Outro dado relevante é que 63% das empresas acreditam que suas ferramentas de backup e recuperação tornam-se menos eficazes a partir do crescimento da quantidade de dados e servidores em sua organização.

Das empresas consultadas na pesquisa, 55% disseram que pretendem mudar a sua ferramenta de backup para servidores virtuais até 2014.

Deixe seu comentário