Em um Brasil desigual, governo digital tem de servir para todos

0
39

Se é possível identificar avanços na digitalização dos serviços públicos, também é inevitável reconhecer que a desigualdade voltou a crescer no Brasil. E isso exige uma abordagem inteligente no processo de transformação digital que incorpore a simplicidade como elemento básico.

O alerta é do cientista, professor e empreendedor Silvio Meira, ao discutir a transformação digital do Estado no 5×5 Tec Summit, nesta segunda-feira, 07/12. "O desafio é imenso. Um país da dimensão, da complexidade, e principalmente da desigualdade do Brasil, que não dá sinal de diminuir, pelo contrário, está aumentando, a gente vai ter que ser muito competente para desenhar avanços estruturais nos serviços públicos que sejam realmente inclusivos.

Em especial, apontou, as soluções devem levar em conta que a conectividade ainda tem lacunas significativas. "Uma coisa básica para a gente fazer é imaginar que omnicanalidade também vale para o Estado. Deveria ser tão simples e fácil eu que não tenho acesso ao digital fazer uma coisa física, a menos que a gente garanta uma universalidade do acesso. E isso significa mais de 99%", destacou.

"Vamos imaginar o PIX, que pode ser o começo da escadaria para eliminar dinheiro físico. Mas se for, é preciso que todo mundo consiga ter acesso aos benefícios do PIX, de qualquer lugar, o tempo todo, a partir de qualquer dispositivo. E esse dispositivo pode muito bem ser só um QR Code em um pedaço de papel. Portanto uma omnicanalidade que é só um troço em papel, que uso para receber dinheiro de alguém, para tomar um café, para pagar um lanche. Não é difícil fazer. É muito mais fácil que garantir que todo mundo tenha um smartphone."

Para Silvio Meira, "têm formas de pensar e vetores de tomada de decisão que envolvem, se a gente vai ter algo que passa por um aplicativo, desenhar um aplicativo que caiba em 4 MB, em 3 MB, para partir do princípio que todo mundo vai usar. Envolve desenhar coisas que demanda pequenos fluxos de dado, em baixa velocidade, para todo mundo ter acesso. Isso é engenharia digital". Redação: Equipe 5×5 Tec Summit.

O 5×5 TecSummit vai até o dia 11 de dezembro, com discussões sobre as verticais Energia, Finanças e Entretenimento. Assistam. Inscrevam-se gratuitamente em www.5x5tecsummit.com.br

Deixe seu comentário