Quase metade das fintechs dobraram de tamanho em 2019

0
11

De acordo com estudo da Associação Brasileira de Fintechs (ABFintechs) e a consultoria PwC Brasil, quase metade (48%) das fintechs estudadas dobraram de tamanho. Baseada na resposta de 205 fundadores de companhias brasileiras de tecnologia financeira, ouvidos no segundo semestre de 2019, a pesquisa Fintech Deep Dive 2019 também mostra que 73% das fintechs brasileiras estão concentradas na região Sudeste e que mais de um quarto pretende dominar tecnologias de biometria e gestão de identidades em 2020.

Das 205 empresas consultadas, 8% estão na fase de idealização ou desenvolvimento de um produto viável mínimo (MVP, na sigla em inglês), sem clientes e em processo de validação; 62% estão em fase de início de operação (com clientes e faturamento abaixo de R$ 5 milhões) e 30% estão em processo de expansão ou consolidação (com clientes, já validadas pelo mercado e com faturamento acima de R$ 5 milhões ou R$ 20 milhões, respectivamente). O destaque se dá aos segmentos de meios de pagamento (22,4%) e crédito (21%), que continuam sendo os setores com mais fintechs atuantes. Ganhando mais projeção em 2019 em relação a 2018 e saindo do quinto para o terceiro lugar, estão os bancos digitais (10%).

Os dados constataram, ainda, que aumentou o número de fintechs com receita entre R$ 1 milhão e RR 5 milhões, de 16% para 22% entre 2017 e 2018, e que 15% das fintechs tiveram investimentos estrangeiros. Dentre as principais barreiras relacionadas à gestão, as maiores continuam sendo atrair recursos humanos qualificados e o alcance da escala necessária para a operação, com percentuais semelhantes aos registrados no ano anterior (50% e 42%, respectivamente).

Deixe seu comentário