Francisco Partners conclui aquisição da Forcepoint

0
21

A Francisco Partners, fundo global de investimentos especializada em empresas de tecnologia, anuncia a conclusão da aquisição da Forcepoint da Raytheon Technologies. A Forcepoint  atua em soluções de cibersegurança que protegem os dados e redes de milhares de clientes em todo o mundo.

Coincidindo com a conclusão da transação, o conselho de administração da empresa nomeou Manny Rivelo como Diretor Executivo (CEO) com efeito imediato. Como CEO, Rivelo focará a estratégia da empresa na aceleração da adoção de uma abordagem moderna de segurança por parte de empresas e agências governamentais que abranja a arquitetura emergente Secure Access Service Edge (SASE).

A abordagem SASE da Forcepoint reconhece que a solução dos problemas de segurança mais urgentes de hoje requer uma integração rígida de recursos que ultrapassam os limites tradicionais do produto. É nativo da nuvem, ciente do usuário final e movido por uma plataforma de segurança convergente, e está disponível hoje por meio de soluções como o Forcepoint Cloud Security Gateway e Private Access.

"A cibersegurança nunca foi tão importante para empresas e governos em todo o mundo. À medida que continuamos a ver ataques globais em larga escala, o setor precisa evoluir para fornecer recursos de segurança que correspondam aos dos sofisticados atores de ameaças de hoje. Da mesma forma, cada organização hoje precisa evoluir sua postura de segurança para integrar a cibersegurança de forma holística em todas as suas operações e cultura de negócios. Não pode mais ser visto como 'apenas um problema de TI'", disse Rivelo. "Estou ansioso para solidificar a posição de liderança da Forcepoint como o parceiro de segurança cibernética global preferido para empresas e agências governamentais."

Rivelo ingressa na Forcepoint com mais de 30 anos de experiência em liderança executiva, gerenciamento de produtos, suporte ao cliente e funções de vendas com algumas das empresas líderes mundiais em segurança e tecnologia da informação. As funções executivas anteriores ocupadas por Rivelo incluem Chief Customer Officer na Arista Networks, Presidente e CEO, bem como Vice-presidente executivo, Security, Service Provider and Strategic Solutions na F5 Networks, Presidente e CEO da AppViewX, e várias funções de liderança sênior na Cisco Systems.

Novas executivos

A Forcepoint também anunciou dois novos executivos que fortalecerão ainda mais a equipe de liderança à medida que a empresa se torna uma entidade independente. Isso inclui Dave Stevens como Vice-presidente Sênior de Estratégia e Execução e John DiLullo como Diretor de Receita (CRO). Além disso, Sean Berg foi promovido a Presidente de Governos Globais e Infraestrutura Crítica. Stevens, DiLullo e Berg se reportarão ao CEO Manny Rivelo.

Como Vice-presidente Sênior de Estratégia e Execução, Stevens apoiará a estratégia global de entrada no mercado da empresa e a expansão das oportunidades de tecnologia comercial. As funções de liderança executiva anteriores de Stevens incluem Diretor de Tecnologia da Brocade Communications Systems, Cofundador e CEO da Palo Alto Networks e funções operacionais sênior na Rhapsody Networks, Atmosphere Networks, Nortel Networks, Bay Networks e SynOptics Communications.

Como CRO da Forcepoint, DiLullo será responsável por conduzir as vendas mundiais da empresa e as organizações de desenvolvimento de negócios para acelerar a adoção pelo cliente e implantação de soluções Forcepoint globalmente. Antes da Forcepoint, DiLullo ocupou cargos de liderança executiva na Lastline, F5 Networks e Aruba Networks.

Em sua nova posição como Presidente de Governos Globais e Infraestrutura Crítica, Berg continuará a liderar a receita global da unidade de negócios e o crescimento da tecnologia, incluindo a expansão contínua da liderança da empresa nos segmentos de segurança entre domínios e ameaças internas. Berg ingressou na empresa em maio de 2017 como Vice-Presidente de Vendas para Governos Globais e, em outubro de 2017, foi nomeado Vice-Presidente Sênior e Gerente Geral da unidade de negócios.

Nomura, Citibank e Credit Suisse atuaram como consultores financeiros para Francisco Partners na transação. Paul Hastings LLP atuou como consultor jurídico da Francisco Partners.

Deixe seu comentário