Lucro da Dataprev cresce quase 23% e totaliza R$ 210,1 milhões em 2015

0
8

A Dataprev, empresa de tecnologia da Previdência Social, encerrou 2015 com lucro de R$ 210,1 milhões, cifra 22,75% maior que a registrada no ano anterior. A receita operacional bruta aumentou 10,15%, para R$ 1,38 bilhão, combinado com a variação, em menor proporção (6,21%), dos custos e despesas operacionais, e o aumento de 41,36% nas demais receitas operacionais, incluindo as financeiras.

A rentabilidade sobre o patrimônio líquido (RPL) alcançou 19,53%, com a geração de caixa medida pelo Ebitda (lucro antes dos juros, impostos, depreciações e amortizações) somando R$ 326,3 milhões. A margem Ebitda foi de 28,18% da receita líquida e reflete, segundo a empresa, a boa capacidade de geração de caixa com recursos próprios.

"Apesar de um ano difícil em termos de fluxo de caixa, é um resultado excepcional, que reflete em grande medida a eficiência de gestão, fundamental quando o faturamento cresce, mas aumenta o prazo médio de recebimento", afirma o diretor de Finanças e Serviços Logísticos da Dataprev, Álvaro Botelho. Segundo o executivo, os números revelam um crescimento sustentado, com aumento de receita e de resultados ao longo de sucessivos exercícios.

Em razão de dificuldades no recebimento de faturas de serviços prestados aos principais clientes, houve piora em algumas variáveis, como o prazo médio de recebimento de vendas.

"O ano de 2015 foi ainda mais desafiador com relação ao fluxo de caixa", diz Botelho. "Para alcançar resultados importantes e assegurar as ações estratégicas previstas no planejamento, adotamos diversas medidas de contenção de despesas e otimização do caixa, e passamos a gerar mais indicadores de desempenho para subsidiar a tomada de decisões."

Investimentos

A maior parcela de investimentos realizados em 2015 foi direcionada à prestação de serviços de tecnologia da informação e comunicações (TIC), área-fim da empresa. A Dataprev investiu R$ 65,6 milhões, 57% do orçamento aprovado para o período e total 61% inferior ao realizado em 2014. Parcela de R$ 48,1 milhões foi destinada à manutenção e à adequação de infraestrutura de TIC; outros R$ 16,2 milhões, à manutenção e à adequação de bens imóveis; e R$ 1,3 milhão para bens móveis, máquinas e equipamentos diversos.

Entre os investimentos, destacam-se a implantação de Solução de Gerenciamento de Ambiente de TI, servidores x86 e melhorias na infraestrutura do data center no Rio de Janeiro. Outra contratação relevante foi a ferramenta de data discovery, para projetos e pesquisas na área de analytics.

O valor investido também permitiu ampliar a capacidade de armazenamento de dados da empresa e consolidar as salas-cofre, áreas blindadas que guardam equipamentos de TI. O ciclo de modernização dos data centers já apresenta resultados, como a marca de mil dias sem incidentes de disponibilidade de infraestrutura no data center de Brasília, além de manter os três ambientes computacionais — Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo — em pleno funcionamento, sem a necessidade de paradas para manutenção predial.

Aumento de capital

Em sua primeira reunião do ano, realizada a 29 de fevereiro, os Conselhos de Administração e Fiscal da Dataprev aprovaram o balanço de 2015 e o aumento de capital social da empresa em R$ 100 milhões, passando de R$ 550 milhões para R$ 650 milhões. "Isto ampliará a base para a formação de novas reservas, além de ser fundamental para a manutenção do equilíbrio econômico e financeiro da Dataprev", afirma Botelho.

Deixe seu comentário