Home office pode aumentar a produtividade em 25%

0
0

Por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), grande parte das empresas brasileiras adotaram o modelo de trabalho remoto para evitar a disseminação do vírus e preservar a saúde de todos. Entretanto, uma dúvida que assola os gestores é sobre o desempenho e produtividade da equipe diante do home office, já que se trata de uma mudança brusca no formato e que pode gerar impacto no resultado final.

A Telesul, empresa que implementa e oferece projetos de alto valor agregado para as empresas, identificou, nos primeiros quinze dias de trabalho remoto, aumento entre 20% a 25% da produtividade de cerca de um mil colaboradores de duas grandes empresas das áreas de alimentação e seguros. Essa mensuração foi feita por meio do Performance Tracker, software desenvolvido pela Telesul.

"Para que seja possível mensurar este resultado e acompanhar o desempenho da equipe, instalamos um software na máquina do colaborador e conseguimos medir a produção individual. O que acontece em boa parte dos casos é que quando estão no escritório, as pessoas param seus afazeres para a hora do cafezinho, conversas com colegas e demais eventos que acabam reduzindo o tempo de produção. Já com o trabalho remoto é possível ter mais foco e dedicação", afirma Reinaldo Delgado, CEO da Telesul.

A ferramenta Performance Tracker é uma solução desenvolvida com tecnologia NICE Desktop Analytics e fornece, de forma rápida e consolidada, informações necessárias para a gestão das atividades de colaboradores. O controle pode ser feito por meio de um painel (dashboard), permitindo identificar e estabelecer métricas por função, atividade e departamentos; comparar o desempenho e eficiência, considerando as especifidades de cada tipo de tarefa; identificar gargalos oepracionais, otimizar a alocação de recursos fora de trabalho e reunir dados para medir a produtividade e eficiência da equipe.

Deixe seu comentário