Sony termina ano fiscal com prejuízo líquido de US$ 1,25 bilhão; ações caem mais de 7%

0
21

A Sony, fabricante japonesa de eletrônicos, divulgou nesta quarta-feira, 14, os resultados financeiros referentes ao ano fiscal de 2013, encerrado em 31 de março, e ao quarto trimestre fiscal, que  confirmaram sua projeção de perda divulgada no início deste mês, resultante da queda nas vendas da linha de computadores pessoais Vaio, que retraíram depois que a fabricante anunciou, em fevereiro passado, a venda da unidade ao fundo de investimento japonês Japan Industrial Partners (JIP).

Como consequência, Wall Street não reagiu bem aos resultados. As ações da companhia abriram o pregão desta quarta-feira, 14, na bolsa eletrônica Nasdaq negociadas a US$ 16,76,  queda de 5% em relação ao fechamento do dia anterior, quando os papéis encerraram o pregão valendo US$ 17,64. A queda nos papéis se manteve no decorrer do dia, atingindo pico de 7,42% por volta das 14h20 (horário de Brasília), quando os papéis eram cotados a US$ 16,33. As ações encerraram o pregão valendo US$ 16,49, recuo de 6,52%.

Balanço

A companhia fechou o ano fiscal com prejuízo líquido de 128,4 bilhões de ienes (o equivalente a US$ 1,25 bilhão), ante um lucro líquido de 41,32 bilhões de ienes (US$ 406 milhões) registrado no exercício fiscal anterior.Já a receita operacional e de vendas da companhia apresentou expansão de 14%, totalizando 7,7 trilhões de ienes (US$ 76 bilhões). A receita que se destacou foi a do segmento de produtos de mobilidade e comunicações, que registrou crescimento de 30% em relação ao ano fiscal de 2012, totalizando 1,6 trilhão de ienes (US$ 16 bilhões).

Outros segmentos cujas receitas também cresceram foram o de jogos, que teve alta de 38% e totalizou 979,2 bilhões de ienes (US$ 9,6 bilhão); o de home entertainment e som, que somou receita de 1,16 trilhão de ienes (US$ 11,4 bilhões), aumento de 17%; e os de música e fotografia, que apresentaram alta de 14% e 13%, totalizando 503,3 bilhões de ienes (US$ 5 bilhões) e 829,6 bilhões de ienes (US$ 8 bilhões), respectivamente.

Por outro lado, outros segmentos da empresa registraram queda na receita na comparação com o exercício fiscal anterior, como foi o caso de dispositivos, que inclui semicondutores e componentes, que contabilizou 794,2 bilhões de ienes (US$ 7,7 bilhões), queda de 6% e o segmento de soluções e produtos de imagem, que somou receita de 741,2 bilhões de ienes (US$ 7,2 bilhões), recuo de 16,7%. Já o segmento de serviços financeiros registrou ligeira queda de 0,9%, com 993,8 bilhões de ienes (US$ 9,7 bilhões).

Considerando o quarto trimestre fiscal, a Sony fechou o período com prejuízo líquido de 138,2 bilhões de ienes (US$ 1,3 bilhão), ante um lucro líquido de 93,2 bilhões de ienes (US$ 911 milhões) registrado no em igual trimestre do exercício fiscal anterior.

Para o ano fiscal de 2014, a ser encerrado em 31 de março de 2015, a fabricante japonesa estima receita operacional e de vendas de 7,8 trilhões de ienes (US$ 76,3 bilhões) e uma perda de 50 bilhões de ienes (US$ 489 milhões).

*Notícia atualizada às 17h20.

Deixe seu comentário