Alibaba eleva preço de ação para IPO e deve atingir valorização de mercado de US$ 130 bi

0
0

O Alibaba aumentou o preço da ação para sua oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) de US$ 50 para US$ 56, o que deve elevar o valor de mercado da gigante chinesa do comércio eletrônico de US$ 117 bilhões para US$ 130 bilhões, de acordo com um prospecto atualizado arquivado na Securities and Exchange Commission (SEC), órgão regulador do mercado de capitais dos EUA, similar à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) do Brasil.

A valorização tem como base o preço da ação oferecida como compensação aos funcionários, embora ainda seja menor do que as estimativas anteriores feitas por alguns analistas de Wall Street, que chegaram a avaliar a empresa em US$ 230 bilhões. Naquela época, a valorização foi ligeiramente reduzida, bem como as margens de lucro.

O Alibaba pode levantar mais de US$ 20 bilhões com o IPO, tornando-se um dos maiores da história. O The Wall Street Journal informou na última quinta-feira, 10, que o grupo chinês planeja começar as apresentações aos investidores antes do IPO, logo após o fim deste mês. Isso significa que, se tudo correr bem, as ações começarão a ser negociaidas em meados de agosto na Bolsa de New York.

Atualmente, o grupo Alibaba opera as plataformas Taobao, maior site de comércio eletrônico da China, a Tmall.com, um site de compras, e a Alipay, um serviço de pagamento eletrônico. No período de 12 meses, que vai de março de 2013 a março deste ano, o conglomerado chinês registrou receita de US$ 8,4 bilhões e lucro de US$ 3,8 bilhões.

O prospecto também inclui respostas a questões colocadas pela SEC, como parte de sua revisão da apresentação inicial. Um dos focos do órgão regulador é a estrutura da parceria incomum do Alibaba e um grupo de 27 parceiros, composto por gestores de empresas e executivos das filiais, que poderão nomear a maioria do Conselho de Administração do Alibaba.

Deixe seu comentário