TransUnion anuncia solução para evitar fraudes em época de pandemia

0
0

Com o cenário da pandemia o número de fraudes nas áreas de finanças e varejo apresentou número significante de aumento. Segundo a TransUnion a porcentagem de transações digitais suspeitas fraudulentas aumentou 5% ao comparar os períodos de 1º de janeiro a 10 de março e 11 de março a 28 de abril. A TransUnion identificou mais de 100 milhões de transações suspeitas de fraude entre 11 de março e 28 de abril.

Marcelo Leal, diretor do ISG – Área de Soluções e Inovação da TransUnion Brasil (foto), explica que, por exemplo, o site de e-commerce Ali Babá removeu mais de 250 mil anúncios fraudulentos, e dois sites alemães, cujos nome não foram revelados, teriam vendido 10 milhões de máscaras contra a Covid e auferido 15 milhões de euros.

Ele explica que esse tipo de fraudes está ocorrendo em função de grande parte dos varejistas não terem digitalizado seus negócios tradicionais, e em 3 meses construíram MVP (minimum viable product) usando tecnologias onde a vulnerabilidades não foram contempladas, gerando ampliação de fraudes tradicionais como um todo.

"A jornada do cliente tem de ser sem fricção e ao mesmo tempo proteger sua jornada como um todo, onde é necessário garantir a autenticação do usuário, evitando vazamento de dados, pois no final do dia é a reputação da empresa como um todo que deve ser preservada. Se o consumidor detectar um problema de fraude na plataforma não vais mais comprar naquele estabelecimento", ressalta, exemplificando que houve uma série de sites fraudulentos oferecendo, máscaras, álcool gel, equipamentos de ginásticas, etc, em função da enorme procura causada pela pandemia.

Com o objetivo de possibilitar mais qualidade ao serviço prestado pelas empresas que atuam no meio digital, bem como oferecer maior segurança aos consumidores, a TransUnion sofisticou o processo de análise e controle de identificação nas operações digitais, com o lançamento do IDVision with iovation, solução idealizada com base na implementação de uma estratégia holística, que abrange todas as camadas de proteção da jornada do cliente, com recursos que incluem habito de consumo, como ele utiliza os dispositivos pelos quais faz as transações.

"A inovação nos processos de identificação é uma grande aliada na transformação do relacionamento entre empresas e consumidores. Soluções que unem análise de dados e tecnologia, oferecendo insights sobre o comportamento do consumidor, oferecem mais segurança para as empresas automatizarem seus processos abertura de conta, vendas e concessão de crédito. Evitam assim fraudes, enquanto permitem uma jornada de compra sem processos morosos de identificação nem interrupções. Essa ação garante a fidelização de clientes e, consequentemente, aumenta as vendas", afirma Claudio Pasqualin, diretor de Produtos e Desenvolvimento de Negócios da TransUnion.

IDVision with iovation é uma suíte que combina competências que atuam em diferentes níveis nas camadas de proteção dos negócios de companhias dos mais diferentes setores:

*Camada de Identificação: ampliação da capacidade analítica das empresas validando as informações de seus clientes com informações confiáveis de mercado;

*Camada de Transmissão: uso de tecnologias inovadoras – Device Insight e Machine Learning – para proteção das transações dos canais digitais das companhias;

*Camada de Fraude: combinação dos dados da corporação com informações de mercado e aplicação de técnicas avançadas de Big Data Analytics na construção de modelos customizados a fim de combater a fraude residual.

As capacidades de identificação e mitigação de fraudes da plataforma em canais digitais foram desenvolvidas a partir de um robusto conhecimento global de insights sobre fraudes em ambiente digital, aprimorado pelo histórico de mais de 5 bilhões de dispositivos identificados, pela presença em mais de 35 mil websites ou aplicativos e pelo compartilhamento de mais de 30 milhões de ocorrências reportadas pela comunidade de clientes.

A solução também conta com uma ferramenta de análise de possíveis transações fraudulentas, o Fraud Analytics e uma ferramenta de validação de informações e identidade, o Fraud Checks. Já o FraudForce faz a verificação de dispositivos em tempo real para distinguir bons consumidores de possíveis fraudes em ambiente on-line. Há ainda o SureScore, que a partir dos feedbacks de ocorrências reportadas pelos usuários de usuários e o uso de algoritmos de Machine Learning aufere o nível de confiança.

Com o aumento das fraudes ocasionadas por esse período de pandemia, usar ferramentas tradicionais não é mais suficiente para mitigar os riscos,  motivo pelo qual é necessário criar um identidade diferenciada do consumidor e de seus habito dos consumo, enfatiza Leal, acrescentado que o IDVison já está sendo utilizado por um grande cliente global, que tem operações no Brasil.

Deixe seu comentário