Vendas de impressoras no país caem quase 14% no primeiro semestre

0
16

As vendas de equipamentos de impressão no Brasil caíram 13,7% no primeiro semestre deste ano, quando foram comercializadas 1,5 milhão de unidades, de acordo com dados da IDC Brasil. Em receitas oriundas de vendas, o mercado movimentou US$ 380,8 milhões, resultado 9,8% inferior a igual período de 2014.

A pesquisa revela, ainda, que a diminuição nas vendas de equipamentos novos atingiu tanto a tecnologia jato de tinta (que atualmente representa 75,3% do total de vendas), como a tecnologia laser (24,7% das vendas). "Os resultados de ambas as tecnologias são altamente influenciados pelos volumes de vendas dos equipamentos de menor porte que, em decorrência de suas especificações técnicas e precificação, são em sua maioria endereçados aos usuários domésticos, profissionais liberais e às pequenas empresas", avalia Diego Silva, analista de mercado da IDC Brasil.

O segmento de serviços de impressão também apresentou resultados negativos no período. Segundo o analista, atualmente é natural que haja, além de um agressivo movimento de corte de custos por parte das empresas públicas e privadas (diminuição dos volumes de impressão), uma paralisação de investimentos no segmento de impressão. "Há poucos novos contratos de grande porte sendo concretizados e os que estão em período de renovação, passam por rigorosas negociações de redução de preços", comenta.

Para este ano, a IDC projeta queda nas vendas de impressoras. O mercado laser deve retrair 12%, enquanto o mercado jato de tinta deve recuar 0,7%, na comparação com o volume de vendas registrado em 2014.

Deixe seu comentário