Cielo escolhe AWS como sua principal provedora de cloud computing

0
12

A Cielo anuncia que escolheu a Amazon Web Services (AWS) como sua principal provedora de serviços de nuvem. Dessa forma, todos os projetos da credenciadora nascerão e se desenvolverão no ambiente de cloud computing.

Com a adoção gradual da nuvem, a Cielo espera acelerar ainda mais a sua transformação digital. "Há muitos anos nossa companhia é sinônimo de pagamentos para vários públicos e referência quando o assunto é impulsionar negócios em todo o Brasil. A AWS não só permitirá que a Cielo aperfeiçoe seu atendimento no universo da adquirência, como também vai potencializar a oferta de uma quantidade maior de serviços de valor agregado", afirma Júlio Gomes, vice-presidente de Experiência do Cliente.

Marcos Albino, superintendente de Cloud da Cielo, explica que a computação em nuvem propiciará simplificação na arquitetura da tecnologia, a aceleração no desenvolvimento de novos produtos e, no longo prazo, a redução dos custos de infraestrutura. "Já demos início à migração de mais de 900 servidores, o que nos garante utilizar grande quantidade de tecnologias self-service da AWS. Dessa forma diminuímos o tempo de desenvolvimento de novas soluções. São tecnologias que podem ser usadas sob medida conforme as nossas necessidades e, principalmente, as dos nossos clientes", diz.

Cielo e AWS acumulam algumas experiências em conjunto. Foi por meio da nuvem, por exemplo, que a Cielo conseguiu num curto espaço de tempo em 2020 ser a primeira credenciadora a viabilizar que beneficiários do auxílio-emergencial realizassem pagamentos por meio do app da Caixa Econômica Federal. Em outra frente, novas funcionalidades para os aplicativos da Cielo passaram a ficar prontas em uma semana com a utilização das ferramentas da AWS, ante um mês quando o desenvolvimento ocorria on premises.

Dois aspectos contribuíram para a escolha da AWS como provedora de cloud computing da Cielo: os contínuos investimentos da empresa em segurança, que beneficiarão a credenciadora, bem como o amplo suporte que a AWS prestará por meio do treinamento de aproximadamente 200 colaboradores da Cielo em temas como arquitetura, desenvolvimento e dados.

"Ao expandir sua operação na AWS, a Cielo passa a contar com o desempenho, elasticidade e o suporte que precisa para manter seus clientes seguros, ao mesmo tempo que utiliza a ampla gama de serviços para escalar de acordo com a demanda. Essa movimentação sinaliza um compromisso da companhia com a modernização e a transformação digital que o mercado e os clientes pedem nos dias de hoje", diz Cleber Morais, diretor-geral da Amazon Web Services no Brasil para o setor corporativo.

Deixe seu comentário