Quatro tendências vão mover a adoção de multicloud na América Latina, segundo a IDC

1
61

De acordo com Luciano Ramos, gerente de Pesquisa e Consultoria de Enterprise da IDC Brasil, o data center tradicional deve perder espaço para o modelo de nuvem híbrida, o que deve abrir oportunidades para que a multicloud cresça. Baseados em dados capturados pela consultoria ao longo do ano passado, a expectativa da IDC é que quatro tendências ganhem espaço na América Latina:

– A gestão de ambientes multicloud aumentará sua importância para as empresas nos próximos dois anos. Era uma das principais prioridades para 17% das organizações em 2020 e prevê-se que alcance 33% em 2023.

– No ano de 2020, as empresas do Brasil e do Chile estavam mais determinadas em relação à gestão multicloud. Até 2023, as organizações de Argentina, Colômbia e Peru seguirão com a adoção.

– Governo, Utilities & Recursos e Finanças são os três setores que estavam mais focados em nuvem híbrida e gestão multicloud em 2020. Até 2023, outros setores como Manufatura, Comércio e Serviços farão o mesmo.

– No lado da oferta, a TI híbrida é uma prioridade nos portfólios; clientes e prospects estão cada vez mais propensos a implantar iniciativas que impliquem na integração de diferentes ambientes on-premises, hospedados e em nuvem.

 

1 COMENTÁRIO

Deixe seu comentário