Caixa quer levar mobile money para programas sociais do governo federal

0
2

A Caixa Econômica Federal, a TIM e a Mastercard lançaram esta semana o Multibank, seu serviço de mobile money. O alvo são os clientes desbancarizados da operadora: dos 62 milhões de usuários pré-pagos da TIM, estima-se que 51% não possuam conta bancária. Inicialmente, o produto está disponível nas cidades de Curitiba (PR), Natal (RN) e Uberlândia (MG), onde a operadora tem 5,6 milhões de clientes, cerca de 8% da sua base nacional.

O banco pretende apresentar o Multibank para gestores de programas sociais do governo federal, como o Bolsa Família, cujo pagamento é prestado pela Caixa. Se houver interesse, o Multibank poderá servir como mais uma opção de pagamento do benefício, que hoje é distribuído por meio de um cartão especial ou via transferência bancária, no caso dos beneficiados que têm conta na Caixa.

"Vamos conversar com os gestores dos programas para apresentar o produto. Não é uma negociação trivial. E antes temos que estar com o serviço redondo na rua", pondera Mario Ferreira Neto, diretor de cartões da Caixa. O banco também estuda no futuro incluir a opção de apostas em loterias federais através do celular, com pagamento via Multibank.

Aplicabilidade

O Multibank funciona na prática como um cartão de débito pré-pago dentro do celular. Sua comunicação de dados é feita através do canal USSD, tecnologia disponível em qualquer celular GSM, mesmo feature phones de segunda geração (2G). Pelo celular, é possível pagar contas, realizar transferências de valores para outros usuários do Multibank, comprar recarga de celular e checar o saldo. Há ainda a opção de se gerar um cartão de plástico chipado vinculado à conta, o que permite usar o saldo para fazer compras em estabelecimentos comerciais que tenham máquinas de POS que aceitem Mastercard. O cartão custa R$ 15 e o valor é devolvido ao saldo na conta para o usuário gastar como quiser. Os cartões físicos serão comercializados em pontos de venda da TIM.

O cadastro no serviço é feito pelo próprio telefone. Para se inscrever, é preciso ser maior de 16 anos e ter um CPF válido. O depósito e a retirada de valores são feitos em qualquer agência, correspondente bancário ou ponto de autoatendimento da Caixa, além de lotéricas. Trata-se de uma rede composta por mais de 80 mil pontos. Seguindo as regras estabelecidas pelo Banco Central para esse tipo de serviço, o limite de saldo em conta é de R$ 5 mil.

Pela retirada de dinheiro é cobrada uma tarifa de R$ 3,9. Todas as outras operações, inclusive transferências de valores, são gratuitas. Promocionalmente, a primeira recarga de celular feita através do Multibank, com um limite de R$ 15, também é devolvida para o saldo da conta.

As empresas não abrem o valor do investimento e nem a previsão de número de usuários para o fim deste ano. A expansão para outras cidades vai depender do sucesso nessas três primeiras. "Só vamos para o resto do Brasil quando tivermos absoluta confiança de que está tudo bem", explica Roger Solé, diretor executivo de marketing da TIM.

Sobre a parceria entre as três empresas, Ferreira Neto, da Caixa, diz: "Cada um faz a sua parte. É uma parceria que preserva o papel de cada empresa. A Mastercard entra com a tecnologia e expertise de processamento de transações; a TIM, com os clientes e o acesso móvel; e a Caixa com a segurança e a parte financeira. Tudo feito em conformidade com a regulamentação do sistema financeiro". O vice-presidente de produtos da Mastercard Brasil, Marcelo Tangioni, complementa: "É uma parceria em que cada um dos paleyrs traz o que tem de melhor. E as decisões são compartilhadas, assim como a execução, sem bater cabeça".

Deixe seu comentário