Rede investe na transformação digital dos meios de pagamentos

0
7

Fruto de um investimento realizado nos três últimos anos, a Rede, empresa de meios de pagamento do Itaú, anunciou nesta terça-feira, 21, durante o CIAB 2016, uma série de iniciativas para tornar o negócio cada vez mais digital. Segundo Fernando Chacon, presidente da Rede, as novas soluções vão trazer mais recursos para os lojistas e as empresas de comércio eletrônico.

O executivo disse que a empresa está investindo no universo digital, com a oferta de APPs que podem ser usados para compra inclusive dentro do ambiente das lojas e em terminas PoS multicaptura, que aceita todos os tipos de cartões, voucher e outros meios de pagamento. "Pensamos no modelo de inovação inspirados pelo grupo de empresa chamado de Gafa (junção de Google, Apple, Facebook e Amazon), que reflete esse ambiente de mudança", ressalta.

Chacon diz ainda que a empresa pretende levar aos lojistas cada vez mais informações analíticas aos lojistas para que eles possam trabalhar a base de clientes; oferecer soluções de software para resolver a vida do seu público alvo; e desenvolver a relação de fidelidade no mundo do consumo.

A Rede também investe em parcerias, como a realizada com a startup norte-americana que produz o terminal de pagamentos Poynt Co, na verdade uma plataforma para que os clientes possam desenvolver suas próprias aplicações usando APIs que serão disponibilizadas para parceiros que queiram usar a plataforma da Rede. Eles começaram ser oferecidos de maneira seletiva desde outubro do ano passado.

Para o comércio eletrônico, também vai lançar uma carteira digital de pagamento para correntistas do Itaú e de outras instituições; e no caso do lojista ser cliente do banco nem haverá necessidade do cartão.

A Rede também desenvolveu um piloto de um serviço de conciliação de vendas para lojistas, que será oferecida ao mercado de forma 'massiva" a partir de agosto. "Estamos acompanhando as macrotendências, como Internet das Coisas, que vai influenciar a vidas das pessoas; Blockchain, um sistema seguro de transferência de valores sem intermediários; e também parcerias com Fintechs que tragam valor para o negócio", finaliza.

Deixe seu comentário