Pesquisa confirma que mensagem instantânea é um dos principais usos do celular

0
0

O celular já se tornou acessório "obrigatório" entre os brasileiros. Os mais recentes dados do painel ComTech da Kantar Worldpanel mostram que 94% dos brasileiros possuem um celular, e que ele já atingiu praticamente toda a população do país, abrangendo todos os níveis socioeconômicos e faixas etárias.

clique na imagem para ampliar

Os smartphones, em especial, continuam em franco crescimento, atingindo hoje mais da metade da população brasileira.

A troca de mensagens instantâneas é um dos principais usos dos aparelhos móveis: 83,3% dos lares monitorados disseram usar aplicativos de mensagens instantâneas, uma alta de 9,8 pontos percentuais em relação ao ano anterior. Também houve aumento considerável entre os lares que declararam usar os celulares para assistir vídeos online (55% em 2016, aumento de 25pp) e para realizar vídeochamadas (30,4% em 2016, aumento de 6,9 pp). O uso do email, tanto para se comunicar quanto para se informar, e a necessidade do GPS dos celulares para navegação, foram outros usos em destaque.

clique na imagem para apliar

Tantas utilidades merecem maior investimento

Mais do que fazer chamadas, o smartphone hoje é um canivete suíço para o brasileiro, com diversas utilidades. Ainda que a faixa até 1 mil reais seja a mais popular – representando 72,2% dos smartphones vendidos no último ano – é notável o interesse do público por aparelhos mais premium, com custo acima dos R$ 1 mil. Talvez por executar muitas funções no cotidiano do usuário, os smartphones estejam merecendo um maior investimento, na visão do comprador.

clique na imagem para ampliar

O aumento da presença de smartphones entre os consumidores também é positivo para as pesquisas. Hoje é possível entender de forma muito mais profunda os hábitos dos compradores ao analisar seus comportamentos em dispositivos móveis. "Na Kantar, temos painéis onde os entrevistados permitem que analisemos seus dados comportamentais em dispositivos móveis, o que nos permite entender seu consumo em detalhes – como entender o processo de compra online e em lojas físicas", explica Guy Rolfe, líder de práticas em dispositivos móveis na Kantar. "As pesquisas de mercado precisam acontecer onde o consumidor está, e esse lugar hoje são os dispositivos móveis, como celulares ou smartphones", destaca ele, lembrando que uma das vantagens desse método digital de pesquisa é poder entender o consumidor de forma muito mais ampla.

"Hoje podemos nos conectar com as pessoas através de aparelhos móveis desde o momento que elas fazem a compra, entendendo que marcas ou produtos eles gostam (e também os que não gostam), compreendendo como e quando elas interagem com as marcas, chegando até a esmiuçar seu comportamento digital e como saber como se sentem, ao analisar informações vindas de wearables que monitoram a saúde e o bem-estar. Existem muitas possibilidades e elas só vão crescer cada vez mais", complementa Mardien Drew, diretora de dispositivos móveis e da incubadora de novas tecnologias da Kantar.

Deixe seu comentário