Microsoft investe em novas ferramentas para uso em Big Data

0

A Microsoft lança no mercado brasileiro uma série de ferramentas para empresas de qualquer segmento e porte adotarem uma solução de Big Data. Entre os lançamentos estão o SQL Server 2014, novo Appliance Microsoft Analytics Platform, Azure SQL Database Premium, atualizações no Azure HDInsight e Preview Público do Microsoft Intelligent System Service.

São anúncios que mostram o posicionamento da companhia para oferecer uma abordagem completa para soluções de gerenciamento e análise de dados em aplicações de negócios que exijam desde altos volumes e velocidade de transações (OLTP), BI, Data Warehouse e Big Data. Neste último caso, permite a análise de qualquer tipo de dado, estruturado ou não, proveniente de qualquer fonte, corporativa ou pública, em qualquer lugar e por meio de qualquer plataforma.

Os lançamentos da Microsoft mostram que a empresa segue apostando alto no alinhamento de sua atuação às chamadas quatro grandes tendências em TI (no original, " 4 Big IT Trends"), ou seja, Cloud Computing, Mobilidade, Big Data e Social. "Queremos ajudar nossos clientes a darem o primeiro passo para adotar uma solução inovadora e impactante de Big Data por meio de tecnologias familiares ao usuário, como o SQL Server e o Microsoft Office – esta uma solução hoje utilizada por mais de um bilhão de usuários em todo o mundo e suportada por uma plataforma completa que gerencia todo o ciclo de vida dos dados. Sabemos que tempo de resposta é essencial nos dias de hoje e, por isso, inovamos ao trazer a tecnologia In-Memory para disponibilizar ganhos de performance não existentes anteriormente", comenta André Echeverria, gerente geral da divisão de Servidores e Nuvem para Empresas da Microsoft Brasil.

Com a pioneira tecnologia In-memory nativa, o SQL Server 2014 oferece um alto nível de desempenho para os aplicativos de banco de dados mais exigentes. Um dos elementos fundamentais impulsionadores desta inovação é a dramática queda nos preços de memória dos servidores que permite, além de ganhos com performance ao colocar tabelas de dados em memória RAM, economizar custos com a aquisição de novo hardware. Em sua mais nova versão, o SQL Server traz essas vantagens do uso de tecnologia In-Memory para todo o ciclo de vida dos dados, permitindo ganhos esperados de performance de 10 a 30 vezes quando comparado a versões anteriores.
Além disso, o SQL Server 2014 facilita o trabalho em ambientes híbridos de TI, combinando tecnologia em infraestrutura física e em nuvem. Para esse último cenário, o grande destaque é o conjunto de ferramentas que simplificam a criação de backups na nuvem pública da Microsoft, o Microsoft Azure, principalmente para situações de Disaster Recovery. E é no ambiente Microsoft Azure que surgem três das novidades para o portfólio Microsoft: o banco de dados Azure SQL Database Premium, com maior capacidade de armazenamento e disponibilidade, o Azure HDInsight, serviço que permite o processamento de dados não estruturados na Nuvem agora suporta Hadoop 2.2, e o MS Intelligent System Service que trará a possibilidade de analisar dados provenientes de máquinas e sensores conectados à internet (comumente chamado de "Internet das Coisas").

Para Marco Bravo, diretor da Microsoft Brasil para o mercado corporativo, a nova versão do SQL Server deverá ser um grande aliado de empresas que pretendem crescer com inteligência. "A geração 2014 da plataforma de dados da Microsoft traz o que o mercado há muito tempo esperava: a capacidade de conectar as quatro grandes tendências da tecnologia – big data, mobilidade, redes sociais e nuvem – em um único movimento de geração de valor para o negócio dos nossos clientes. Diversas fontes de dados, estruturadas e não estruturadas vindas da web, podem ser combinadas e integradas pela nuvem em altos volumes, com velocidades inigualáveis de processamento analítico em memória e disponíveis em diversos tipos de dispositivos móveis através de interfaces ricas. Tudo isto disponível a uma fração do custo de soluções de muito maior complexidade de implementação de outros fornecedores", afirma.

''Uma informação relevante para empresas que pretendem utilizar o SQL Server 2014 é que a plataforma seguirá a mesma política de preço de sua atual versão, porém, agora, com ainda mais inovações e performance, o que leva a um custo total de propriedade (TCO) significativamente melhor e competitivo no mercado'', explica o executivo.
Os anúncios ainda trazem duas soluções para o trabalho em cenários de Big Data: o Microsoft Analytics Platform Solution, appliance para o processamento e a análise de grandes volumes de dados que traz embutido o mesmo HDInsight, permitindo o processamento de dados não estruturados com Hadoop. Esse appliance, um "Big Data in a box", para Data Warehouse é uma evolução do Microsoft Parallel Data Warehouse, e traz uma solução pré-configurada que disponibiliza ainda mais agilidade para o processo de tomada de decisões de negócios em ambientes de TI mais complexos.

O Microsoft Intelligent Systems, apesar de ainda em Preview, trará ainda mais facilidades para empresas que pretendem enriquecer suas análises de BI e Big Data com dados públicos.

Entre os clientes que já estão testando as novidades no Brasil estão o Itaú Unibanco e a Kimberly-Clark. "Usando tabelas em memória com o SQL Server 2014 tivemos ganhos expressivos de performance em nossos testes, baseado na comparação com cenários simulados no mesmo ambiente e sem o uso dessa funcionalidade", diz Estanislau Wagner Lucinaro, superintendente de sistemas de informações do Itaú Unibanco.

Já a Kimberly-Clark, empresa de cuidados pessoais que desenvolve produtos de consumo, beneficiou-se do novo SQL Server 2014 nos processos de Business Intelligence (BI) em seus negócios diretos. Hoje, a solução implantada pela revenda Programmers, permite um levantamento completo de dados que auxiliam na definição de estratégias e tomada de decisões. "Com a versão antiga do SQL Server, os executivos levavam um tempo maior para visualizar os dados pesquisados e não tinham os gráficos gerados. Além de agilizar o sistema de busca e resultados, utilizando as novas funcionalidades do SQL 14, como a tecnologia In-Memory, temos implementado um modelo de tabela para se tornar mais rápida, ágil e dinâmica todo o procedimento, inclusive a recuperação de dados de relatórios anteriores", comenta Roberto Marietti, gerente de infraestrutura da Kimberly-Clark.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui