Com firewall Cisco Meraki, Highstil moderniza sistemas de segurança

0
311

A busca por uma solução de segurança confiável e que contribuísse com o alinhamento à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) levou a Highstil, indústria têxtil especializada em moda masculina com mais de 50 anos de mercado, a modernizar a plataforma de firewall que opera entre sua sede e fabricas no Estado de São Paulo.

Com uma cadeia verticalizada, a Highstil controla desde a plantação de algodão, produção de fios, tecelagem, tinturaria até a comercialização das peças. Suas redes de lojas próprias, franquias e multimarcas estão espalhados por todo território nacional. A empresa possui, também, a marca própria Plié, de lingerie modeladora. Esses produtos são exportados para todos os continentes, além de serem vendidos no Brasil.

Empenhada em modernizar seu parque tecnológico, a Highstil contou com os serviços da consultoria em inovação digital Econocom. "Tínhamos um firewall antigo que não suportava a expansão da infraestrutura da Highstil para as fábricas, representantes e lojas", afirma Vanessa Cavalcanti, gestora de TI do grupo. "Várias operações eram realizadas de forma manual, com pouco espaço para escalar o ambiente e adicionar novas tecnologias que aumentassem ainda mais o nível de segurança da nossa rede".

Para atender a essa demanda, a Econocom apresentou a solução Cisco Meraki ao time de ICT Security da Highstil, atuando desde as fases de projeto e implementação até a interface com o fabricante. A Econocom realizou uma prova de conceito (POC) em seu Labs, analisando de forma prática como seria a aplicação do Meraki no ambiente digital da Highstil. Os consultores da Econocom também desenharam um dashboard (painel de controle) sob medida para a empresa. Essa interface de gerenciamento apresenta KPIs sobre a segurança digital da Highstil. A partir daí, os gestores da Highstil acabaram elegendo a solução baseada nos serviços da Econocom e na tecnologia Cisco Meraki como a plataforma de renovação da segurança digital da empresa.

"Em uma semana, os sites foram programados e configurados de forma 'plug & play', sem interromper a operação no ambiente da Highstil – os usuários praticamente não sentiram a migração", explica Marcelo Augusto, coordenador de infraestrutura. Entre as vantagens da plataforma Cisco Meraki instalada pela Econocom está a configuração feita em nuvem, de forma remota, sem necessidade de se deslocar para cada unidade fabril para executar o serviço. É um recurso importante para uma empresa que está em franca expansão e, ao longo de 2021, terá de integrar outros pontos remotos ao ambiente Cisco Meraki.

O Cisco Meraki bloqueia ataques de negação de serviço (DDoS), previne intrusões e analisa arquivos maliciosos. Com a pandemia da Covid-19 e o deslocamento dos colaboradores para trabalhar em casa, a Highstil sentiu ainda mais a necessidade de contar com uma solução de segurança que bloqueasse ataques, dando mais tranquilidade ao trabalho remoto.

Outras vantagens da nova plataforma de firewall é oferecer um ambiente homogêneo que suporta expansões conforme a demanda de segurança das fábricas, como a conexão de leitores de código de barras. "Precisávamos de uma infraestrutura homogênea e facilmente gerenciável que fosse escalável e se conectasse a outras soluções como switches, rede wi-fi e câmeras de segurança", diz Augusto, da Highstil. Contando com uma plataforma robusta, que oferece maior controle sobre o ambiente, a empresa consolida seu alinhamento aos requisitos da Lei Geral de Proteção Dados (LGPD). Por ser uma empresa com foco no mercado consumer, é essencial prevenir vazamentos de dados pessoais de seus clientes.

"Em todo esse processo, a Econocom conduziu o projeto junto à Cisco e foi responsável pela negociação dos custos para que o sistema coubesse no orçamento da Highstil. Nosso time também pré-configurou a plataforma Cisco Meraki, acelerando o processo de implementação e testes da solução", destaca Rodrigo Bocchi, CEO da Econocom Brasil.

Portal de segurança barra ataques maliciosos

O firewall — barreira de proteção contra ataques cibernéticos – instalado na matriz e nas fábricas bloqueia acessos indevidos à rede privada virtual (VPN – Virtual Private Network, em inglês), controla portas e checa o tráfego criptografado. A solução também aponta as brechas que poderiam ser exploradas em um ataque, mantém a rede estável e dá alertas de segurança. O sistema compreende a solução AMP – Advanced, Malware Protection, barrando vírus que chegam por arquivos, sites, documentos PDF, Youtube, comércio eletrônico e e-mails maliciosos.

Os quatro firewalls Meraki instalados na Highstil criam uma VPN entre os links remotos e a sede, garantindo uma conexão estável e segura. Outro ganho trazido pela solução é a possibilidade de evitar a contratação, junto às operadoras de telecom, de links MPLS (Multiprotocol Label Switching), tecnologia com um desempenho inferior à VPN baseada no firewall Cisco Meraki.

Deixe seu comentário