Supply chain mais resiliente é receita para empresas estarem melhor posicionadas no mercado, diz estudo

0
0

De acordo com um relatório da SAP, feito em parceria com a Oxford Economics, apenas 12% das empresas entrevistadas contam com cadeias de suprimentos (supply chain) mais resilientes e níveis mais altos de inovação. Segundo a SAP, as companhias melhores posicionadas priorizam suas cadeias de valor, garantindo que a cadeia de suprimentos e suas funções estejam totalmente integradas à estratégia organizacional.

Embora todas as cadeias de suprimentos estejam vulneráveis a riscos em uma economia global, a pesquisa sugere a adoção de características dos líderes da indústria para que as organizações estejam melhores preparadas, especialmente para os períodos de paralisação.

Entre as empresas melhores posicionadas, os líderes das cadeias de suprimentos são identificados como aqueles que compartilham as quatro características a seguir:

· Baseiam a maioria das decisões relacionadas à cadeia de valor dos produtos em demandas dos clientes;

· Levam em conta questões de sustentabilidade, do design do produto até a entrega;

· Levantam informações em tempo real e agem de forma fundamentada, geralmente usando inteligência artificial ou análise preditiva;

· Implantam tecnologias avançadas em escala.

O estudo, realizado no primeiro trimestre de 2020, consultou 1 mil executivos decisores na área de supply chain e localizados na América do Norte e América Latina, Europa, e Ásia Pacifico. Embora a pesquisa tenha sido concluída nos primeiros dias da covid-19, antes que interrupções na cadeia de suprimentos se tornassem uma crise, seus resultados se aplicam aos desafios atuais.

Deixe seu comentário