Empresas brasileiras têm nível de maturidade em TIC aquém do ideal, indica estudo

0
3

As empresas brasileiras possuem nível de maturidade na aplicação de recursos de tecnologias da informação e comunicações (TIC) abaixo do desejado. É o que indica o estudo Brazil IT Snapshot 2014, realizado pela PromonLogicalis em parceria com a Intel, com 211 empresas com faturamento acima de R$ 100 milhões, em todo o país.

No entanto, de acordo com a análise, existe uma forte determinação das companhias em elevar esse patamar de maturidade. Isso porque os gestores entrevistados almejam um modelo ideal de adoção de TIC e planejam ampliar os investimentos nesse sentido a cada ano. Este ano, o aumento apontado pelos executivos é 14% superior ao indicado em 2013: das empresas ouvidas, 49% devem aplicar mais recursos do que no ano passado, especialmente nos setores de comércio e serviços.

"O grande desafio apontado pelos gestores não é entender a tecnologia, mas contar com mão de obra qualificada para consolidar uma nova cultura que, visando obter o melhor retorno sobre os investimentos, promova o uso intensivo de ferramentas de TI," comenta Fábio Iunis de Paula, diretor de negócios para o mercado corporativo da Intel Brasil.

Em relação à edição 2013 do estudo, houve uma mudança substancial no perfil dos investimentos. Neste ano, os itens de segurança (25%) e redes (20%) lideram como prioridades, enquanto data centers e aplicações/software, que no ano passado alcançavam níveis acima de 40%, este ano aparecem na terceira posição (19%).

Os dados do relatório mostram ainda que 61% das empresas compartilham com outros departamentos a decisão sobre investimentos em TIC. Em 2013, havia um equilíbrio maior. A decisão de compra centralizada na área de TI – apontada por 49% dos entrevistados no ano passado – caiu para 39% em 2014.

Deixe seu comentário