AeC aplica R$ 10 milhões em sistema de saúde e espera triplicar faturamento nesse segmento

0
10

A AeC, empresa de terceirização de processos de negócio (BPO, na sigla em inglês), investiu R$ 10 milhões na criação de uma plataforma de monitoramento de saúde direcionada a hospitais em clínicas. O produto, chamado Arcanjo, é utilizado pelo governo estadual de Minas Gerais no programa Mães de Minas, criado pela Secretaria da Saúde para incentivar o pré-natal da gestante e o acompanhamento da criança até seu primeiro ano de vida. O sistema é responsável por gerir o cadastro, agendamento de consultas, mapeamento de riscos e suporte em momentos delicados durante a gestação, acompanhamento de presença em consultas, entre outras informações.

A solução deve impulsionar o crescimento da AeC nessa vertical de negócio, que tem como meta triplicar o faturamento das soluções voltadas ao setor até o fim deste ano. "A AeC é uma empresa que oferece não só a parte de gestão do assistencialismo, mas também toda a infraestrutura de TI que esses projetos requerem, aliando serviços e soluções customizadas", afirma Erico Carvalho, responsável pela da unidade de saúde da companhia. Além do Arcanjo, a plataforma Hospitale também deve contribuir para alcançar o objetivo da empresa — apenas no primeiro trimestre, três novos contratos foram fechados para a venda do sistema de gestão de clínicas, entre eles o Hospital SOCOR, em Juiz de Fora (MG), e o Hospital Evangélico de Sorocaba, no interior de São Paulo.

Deixe seu comentário