Unilever vai rastrear desmatamento em cadeia de produção

0
22

O Google Cloud e a Unilever, uma das maiores fabricantes de bens de consumo do mundo, anunciaram uma aliança para usar a tecnologia para combater o desmatamento. Na etapa inicial da parceria, as duas empresas vão colaborar para a criação da primeira aplicação comercial do Google Cloud com o Google Earth Engine, solução voltada ao fornecimento de commodities.

Ao combinar o poder da computação em nuvem com as imagens de satélite e a inteligência artificial (AI), as duas empresas esperam ter uma visão mais ampla e completa das florestas, dos ciclos das águas e da biodiversidade que cruzam a cadeia de abastecimento. O uso da tecnologia vai trazer transparência e rastreabilidade às matérias-primas agrícolas, aproximando a Unilever de seu compromisso de ter uma cadeia de abastecimento livre de desmatamento até 2023. No final de 2019, 62% das matérias-primas agrícolas usadas pela companhia foram obtidas de modo sustentável (em 2010, eram apenas 14%).

O Google Cloud e a Unilever vão trabalhar com uma ampla gama de parceiros de tecnologia, como a Descartes Labs, de dados geoespaciais, para construir um centro de comando unificado. O sistema dará um panorama mais completo dos ecossistemas conectados à cadeia de abastecimento da Unilever, criando um mecanismo aprimorado para detectar o desmatamento.

A plataforma geoespacial de escala planetária do Google Cloud, que inclui o Google Earth Engine, combina imagens de satélite precisas com capacidade de armazenar e processar grandes volumes de dados complexos. Nesse projeto, a Unilever usará essa plataforma para obter insights sobre qualquer impacto causado pelo abastecimento para o meio ambiente e as comunidades locais, permitindo que a Unilever e seus fornecedores atuem onde e quando for necessário.

Deixe seu comentário