Professor do CTC/PUC-Rio lança livro que discute como a troca de mensagens online afeta a forma de se comunicar

0
0

O professor Hugo Fuks, do Departamento de Informática do Centro Técnico Científico da PUC-Rio (CTC/PUC-Rio), acaba de lançar o livro "Do email ao Facebook: uma perspectiva evolucionista sobre os meios de conversação da internet", uma edição da Editora UniRio.

A obra nasceu de uma Dissertação de Mestrado em Informática pela UniRio, defendida pelo aluno Leandro Dantas Calvão e orientada pelo professor Mariano Pimentel, ex-aluno de Doutorado de Fuks. Os três pesquisadores buscam, neste livro, compreender a sociedade conectada à internet, ou seja, imersa na cibercultura sob o ponto de vista das trocas de mensagens em sites ou ferramentas como o SMS Facebook, WhatsApp e MSN, entre outros.

Seguindo a tendência atual que o próprio livro defende, ele está disponível somente na versão digital, ao custo de apenas R$ 5,99 na loja da Amazon.com.br, podendo ser baixado para smartphones, tablets e leitores de livros digitais.

De acordo com a pesquisa realizada para o livro, 53% da população brasileira já acessa a internet, segundo o CETIC (Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação – responsável pela produção e divulgação de indicadores e estatísticas sobre o uso da Internet no Brasil). Comunicar-se com outras pessoas é a atividade mais realizada pelos internautas brasileiros, muito mais do que realizar mecanismos de busca, por exemplo. Para estudar esse fenômeno, os autores se valeram de sistemas de comunicação populares como os chats, Twitter, Tumblr e Skype, entre outros. Desta forma, puderam analisar como esses meios criam uma mudança na conversação relativa ao formato da troca de mensagens escolhido.

A dependência dos usuários aos sites que permitem a comunicação em rede também está entre os temas abordados. "Quantas pessoas, hoje, conseguem passar um dia inteiro sem serem usadas por um desses sistemas?", questiona Fuks. O livro alerta para a competição entre esses meios de comunicação — 13 no total são detalhados na pesquisa — por esta mesma base de usuários.

O livro também analisa quais foram os aspectos tecnológicos e culturais que influenciaram a adaptação dos meios de conversação ao longo do tempo. Para isso, os pesquisadores levaram em conta a adequação observada no comportamento das pessoas de acordo com o tipo de mensagem que enviam. Em conversas por meio de áudio e vídeo, como ocorre com o Skype, a fala utilizada é parecida com a feita pessoalmente. Já nos meios de comunicação em que a troca de informação é apenas por texto, a linguagem utilizada tende a ser mais formal. Eles notaram que esses estilos também variam conforme a quantidade de pessoas em uma conversa no WhatsApp ou Facebook, por exemplo.

A partir do ponto de vista da Informática, os pesquisadores mostram as pistas que as plataformas dão aos seus usuários sobre a quantidade de texto ideal para o envio de mensagens. Se observarmos o e-mail, a possibilidade de anexar arquivos aos textos mostra que as mensagens podem ser mais elaboradas.

Um fato curioso diz respeito às expectativas para a resposta de quem envia a mensagem por WhatsApp, Facebook ou e-mail. Quando as pessoas estão conectadas ao mesmo tempo, elas esperam uma resposta rápida, em poucos segundos, para reforçar a sensação de presença. Se a resposta demorar muito para chegar, a conversa pode ficar comprometida. Já na mensagem de e-mail, o retorno pode chegar até o dia seguinte, sem problemas. "O sucesso, ou não, de um meio tem influência decisiva sobre os próximos que virão, ditando quais funcionalidades permanecem, quais serão aprimoradas e quais morrerão – daí a perspectiva evolucionista", explica Fuks.

Livro, redes sociaisO livro aproveita as informações obtidas durante as várias linhas de pesquisa que Fuks estuda desde 1990, como os dados da pesquisa sobre o primeiro servidor público brasileiro de videoconferência, chamado de "Refletor Rio Internet TV" e a análise dos meios de conversação da internet, como o fórum e o bate-papo, que modificam a relação entre professor-aluno.

"Do email ao Facebook: uma perspectiva evolucionista sobre os meios de conversação da internet" é o quinto livro publicado e organizado pelo professor. Dentre suas obras, a de maior destaque foi "Sistemas Colaborativos", publicado em 2011 e também escrito em parceria com o professor Mariano Pimentel (UniRio), que conquistou o terceiro lugar na categoria "Tecnologia e Informática" do prêmio Jabuti de Literatura.

Aos interessados em discutir os temas propostos na obra, há uma página do Facebook para essa interação.

Deixe seu comentário