Google inicia programa piloto de aplicativo de caronas em Israel, mas diz que não concorrerá com Uber

0
0

O aplicativo de mapas Waze, do Google, lançou nesta segunda-feira, 6, um programa piloto de caronas em Israel onde usuários poderão pagar a motoristas uma pequena taxa por uma carona para ida e volta do trabalho.

O novo aplicativo, chamado RideWith, usará o sistema de navegação do Waze para aprender as rotas mais frequentes utilizadas pelos motoristas para ir ao trabalho e combiná-las com as de pessoas que buscam uma carona na mesma direção. Mas, diferentemente do aplicativo Uber, os motoristas do RideWith serão limitados a apenas duas viagens por dia e não poderão visar lucro, segundo o The Wall Street Journal.

Além disso, para evitar problemas regulatórios, como os enfrentados pelo Uber, o motorista somente poderá pegar passageiros se eles saírem de seus bairros de origem e em direção a seus locais de trabalho, ou o contrário.

Os passageiros podem pagar os motoristas com cartões de crédito vinculados ao aplicativo. Os preços serão determinados através do aplicativo com base no custo da gasolina, na quilômetragem e em um índice de desgaste do veículo. O Google ficará com um percentual da taxa paga, ainda a ser determinado.

O Google fez questão de ressaltar no teste como aplicativo em Israel que não pretende competir com o Uber. "O RideWith é um experimento e não vai competir com Uber, pois é uma plataforma construída para que os motoristas ajudem uns aos outros", dissea empresa em um e-mail.

Nessa primeira etapa, o RideWith atenderá passageiros apenas na área metropolitana de Tel-Aviv.

Deixe seu comentário