Adobe emite alerta de atualização de emergência para o Adobe Flash Player após ataques de ransomware

0
3

A Adobe Systems emitiu uma atualização de emergência do seu popular software Adobe Flash Player utilizado por vários navegadores de internet. Especialistas das empresa descobriram uma falha de segurança que pode permitir a instalação de um ransomware em PCs. Ransomware é um tipo de malware que restringe o acesso ao sistema infectado e cobra um valor de "resgate", que varia de US$ 200 a US$ 600, para que o acesso possa ser reestabelecido. Os computadores são infectados quando os sites contaminados são visitados.

A fabricante de software comunicou os mais de 1 bilhão de usuários do flash em computadores com os sistemas operacionais Windows, Mac, Chrome e Linux , alertando para que atualizem o produto o mais rápido possível.

A fabricante japonesa de software de segurança Trend Micro disse que havia avisado a Adobe que tinha constatado a ação de cibercriminosos tentando explorar a falha para infectar computadores com um tipo de ransomware conhecido como 'Cerber', desde 31 de março. O Cerber utiliza uma áudio "que lê em voz alta a nota de resgate, procurando criar um senso de urgência ao usuário para efetue o pagamento o mais rápido possível", disse a Trend Micro em seu blog corporativo.

O novo patch da Adobe corrige a falha de segurança desconhecida. Vulnerabilidades conhecidas como "dia zero" são muito valorizadas, porque são mais difíceis de se proteger, já que, quando surgem, os fabricantes de software e empresas de segurança ainda não tiveram tempo para descobrir maneiras de bloqueá-las.

O uso de uma vulnerabilidade de dia zero para disseminar ransomware mostra a gravidade de uma epidemia desse tipo de malware, que já interrompeu operações em uma ampla gama de organizações nos Estados Unidos e na Europa, incluindo hospitais, delegacias e escolas. Com sites e agências de notícias internacionais.

Deixe seu comentário