Ações da Intel e Altera têm forte queda após negociações de compra fracassarem

0
34

A notícia de que a Altera Corporation, fabricante de dispositivos lógicos programáveis, encerrou as negociações com a Intel para venda de seus ativos não agradou os acionistas de ambas as empresas. A informação surge duas semanas depois de rumores sobre as negociações virem à tona, os quais fizeram com que as ações da Intel subissem 9%.

No pre-market da Nasdaq desta quinta-feira, 9, negociação que ocorre antes da abertura do pregão, as ações da Altera chegaram a registrar queda de 14,3%, negociadas a US$ 35,98, enquanto os papéis da Intel recuaram 3%, cotados a US$ 30,36. Na abertura do pregão, no entanto, a queda das ações da Altera foi de 7,2% e a dos papéis da Intel, de 1,9%. Depois de serem negociadas em alta pelo restante do dia, as ações da Intel fecharam o pregão em ligeira queda de 0,2%, valendo US$ 31,24, e as da Altera cotadas a US$ 43,33, alta de 3,1%.

O término das discussões envolvendo a aquisição da Altera pela Intel foi confirmado por fontes próximas às  negociações ao canal de notícias econômicas CNBC na manhã desta quinta-feira. Segundo elas, as duas empresas não conseguiram chegar a um acordo sobre o preço da transação, sendo que a Intel chegou a oferecer US$ 50 por ação, por todas os papéis em circulação da Altera.

Com uma capitalização de US$ 10,4 bilhões, a Altera mantém um histórico de cooperação com a Intel. Em 2013, a companhia anunciou que iria começar a usar a tecnologia da fabricante de semicondutores em seus projetos chips. Como parte de um acordo de 12 anos entre as empresas, a Intel concordou que a Altera seria a única grande fabricante da qual iria ajudar no desenvolvimento de seus produtos.

Deixe seu comentário