Symantec encerra ano fiscal com queda no lucro, devido à retração nas assinaturas de software

0
0

A Symantec, fabricante do antivírus Norton, divulgou nesta quinta-feira, 14, os resultados financeiros referentes ao quarto trimestre e ao ano fiscal de 2015, encerrados em 3 de abril. A empresa fechou o quarto trimestre fiscal com lucro líquido de US$ 176 milhões, cifra 19% menor que os US$ 217 milhões arrecadados em igual período do exercício fiscal anterior. A receita também caiu, 7%, totalizando US$ 1,51 bilhão ante US$ 1,62 bilhão na mesma base de comparação.

Na divisão da receita por segmento de negócio, o montante arrecadado com manutenção, conteúdo e subscrição de software foi de US$ 1,31 bilhão, cifra 8% inferior em relação ao mesmo trimestre do ano fiscal passado, enquanto a receita com licenças cresceu 4%, contabilizando US$ 200 milhões.

Na quebra por região geográfica, a das Américas, incluindo Estados Unidos, América Latina e Canadá, totalizou receita de US$ 855 milhões, 3% a menos que no quarto trimestre do ano fiscal anterior. A região chamada de EMEA (Europa, Oriente Médio e África) gerou US$ 399 milhões, e recuou 15%, enquanto a região Ásia-Pacífico e Japão registrou receita de US$ 264 milhões no período, com declínio de 4% na comparação ano a ano.

Considerando todo o ano fiscal de 2015, a Symantec apurou lucro líquido de US$ 878 milhões, queda de 2% comparada aos US$ 898 milhões registrados no exercício fiscal anterior. Já a receita somou US$ 6,5 bilhões, declínio de 3% em relação aos US$ 6,6 bilhões obtidos em 2014.

Projeções

Para o primeiro trimestre do ano fiscal de 2016, a Symantec estima alcançar receita entre US$ 1,50 bilhão e US$ 1,54 bilhão, enquanto para todo o ano fiscal de 2016 a expectativa é de obter receita entre US$ 6,21 bilhões e US$ 6,35 bilhões.

Deixe seu comentário