TecBan lança serviço de saque de dinheiro no comércio

0
33

Levantamento realizado pela TecBan, administradora do Banco24Horas, revela que o volume de dinheiro sacado neste mês cresceu 25% desde abril. Durante a pandemia do Covid-19, o Banco24Horas foi responsável pelo atendimento de 50 milhões de pessoas, resultando em mais de 100 milhões de saques por mês. No período, foram registradas 180 milhões de transações (saques, extratos, transferências e etc) nos cerca de 23 mil caixas eletrônicos.

Ainda de acordo com os dados do Banco24Horas, as populações das classes C, D e E puxam o aumento do uso do papel moeda como meio de pagamento. Ao todo, 60% das operações de saque são realizadas em regiões residenciais desse perfil de pessoas, que possuem restrições de acesso ao sistema financeiro e à conectividade.

As informações mostram que apesar do isolamento social e da crise financeira, o dinheiro em espécie é fundamental para a economia brasileira. "Vivemos em um país em que 29% das pessoas ainda recebem salários em papel moeda e 91,6% utiliza como forma de pagamento principal. Em um momento crítico como este, é natural que as pessoas optem por ter o dinheiro em mãos", analisa Jaques Rosenzvaig, Diretor Geral da TecBan,

O desafio, agora, é aumentar a base monetária brasileira para manter a eficiência do ecossistema de distribuição e garantir que todos tenham acesso. O Brasil vive no seu limite – o volume de dinheiro circulante é muito baixo – apenas 3,9% do PIB. "Na China, esse percentual é mais que o dobro (8,9%). Os EUA registram 8,2% do PIB em moeda circulante e o Japão 21%", compara o executivo.

Investimentos em inovação para ampliar o acesso

Para contribuir com a melhora constante da eficiência do ecossistema brasileiro, a TecBan tem investido em inovações focadas na convergência físico-digital, de maneira a ampliar ainda mais a capilaridade de seus serviços e garantir acesso ao dinheiro para os diferentes perfis de brasileiros. Ao todo, foram mais de R$ 3 bilhões na última década e a previsão é de mais de R$ 300 milhões ainda em 2020.

Neste sentido, a TecBan passa a oferecer ao mercado o serviço para sacar dinheiro no comércio. Inicialmente disponível para clientes do Banco24Horas Saque Digital, o sistema é fácil de utilizar. Basta o cliente identificar o estabelecimento comercial credenciado e escanear o QRCode pela TecBan no dispositivo da loja. Em seguida, o consumidor receberá a autorização do valor de saque, que será pago pelo varejista, que por sua vez receberá o valor direto em sua conta.

O serviço é interoperável entre todas as instituições financeiras e poderá ser utilizado via QRCode, Token, PinPad, App, Toten, e o próprio caixa do varejista. O limite de valor do saque será estabelecido pela TecBan.

O grande diferencial do serviço de sacar no comércio da TecBan é o modelo adotado. Baseado em pesquisas e experiências (nacionais e internacionais), a empresa aposta em um formato que deve gerar benefícios para todos os elos da cadeia:

• Instituições financeiras – eficiência, segurança e capilaridade nacional sem precisar fazer nenhum tipo de investimento ou desenvolvimento;

• Estabelecimentos comerciais – além de atrair mais clientes, vão ganhar por cada transação;

• Consumidores – operação será a custo zero (saque grátis).
Para colocar o sistema operação, a TecBan já possui parceria com a Simples Integradora de Redes (grupo Rede Mais Você), integradora de redes e correspondência bancária, com capilaridade em diversos estados do Brasil, com a Fintech Celcoin e com a Software Houses (Sistemas de Gestão para o Varejo), criando uma ampla rede de atendimento, principalmente em localidades sem atendimento bancário.

O serviço já está funcionando em 15 pontos de atendimento nas cidades de Goiânia (GO), Vila Velha (ES), Natal (RN); Fortaleza e Itatinga (CE); Ipubi e Petrolina (PE); Piracuruca (PI); Mari (PB), Garrafão do Norte e Santa Isabel do Pará (PA) e Centro do Guilherme (MA).

Mais 100 pontos estão previstos para serem habilitados nas regiões do Espírito Santo, Rio de Janeiro, Natal e Ceará, nas próximas semanas. A expectativa é que cerca de 30 mil varejistas sejam ativados com o Serviço.

Deixe seu comentário