Receita da Boa Vista cresce 27,7% após ingresso no mercado de prevenção de fraudes online

0
11

A Boa Vista, empresa que aplica inteligência analítica de ponta na transformação de informações em insumos para decisões em concessão de crédito e negócios em geral, divulgou hoje seus resultados do 3º Trimestre de 2021.

A receita líquida obtida no 3º Tri de 2021 foi a maior da história da Companhia, de R$ 187,2 milhões, 20,7% superior à registrada no mesmo período de 2020 e 6,9% acima do obtido no 2º Tri de 2021. Destaque para a linha de negócios de Serviços para Decisão, que cresceu 27,2% em relação ao mesmo período do ano anterior e 10,6% sobre o 2º Tri de 2021. Dentro dos Serviços para Decisão, teve continuidade o forte incremento das receitas com Soluções Analíticas, foco prioritário da Companhia, de 27,7% sobre o obtido no período equivalente de 2020 e de 10,7% em relação ao 2º período de 2021.

O crescimento em Soluções Analíticas foi impulsionado, principalmente, pelo setor de Fintechs, que continua sendo o principal motor de crescimento. Neste segmento, houve aumento de receitas de 32%, gerado pelo incremento de uso deste tipo de serviço — com forte migração dos tradicionais relatórios de riscos para Soluções Analíticas. Contribuíram ainda para o crescimento em Soluções Analíticas as instituições financeiras tradicionais, as quais ampliaram contratos existentes, aumentaram a utilização em volume de consultas, além de aceleração no uso de analíticos com informações do Cadastro Positivo. Finalmente, houve recuperação do segmento de varejistas, com a reativação do consumo neste setor, que resultou em uma maior recorrência de renovação de contratos, juntamente do aumento da utilização dos serviços nos contratos vigentes.

Ainda no segmento de Serviços para Decisão, as Soluções de Marketing tiveram incremento de receitas de 37,1%, em relação ao mesmo trimestre de 2020. Foi criada uma nova classificação de receitas para as Soluções Antifraude (anteriormente incluídas em Soluções de Marketing), categoria que no 3º trimestre incorpora dois meses de receitas da empresa Konduto, cuja aquisição foi concluída em agosto. Considerando as soluções antifraude anteriormente operadas pela Boa Vista, somadas às operadas pela Konduto, houve um incremento de receitas de 279,2%, ano contra ano. Também robustecida por uma aquisição (da empresa Acordo Certo, em dezembro de 2020), a linha de Serviços ao Consumidor teve crescimento de 2.632,1% sobre o terceiro trimestre de 2020, e de 8,3% em relação ao obtido no segundo período de 2021.

No segmento de Serviços para Recuperação de débitos houve um crescimento de 24,8% em relação ao terceiro trimestre de 2020. Dentro da estratégia da Companhia de migração dos serviços de recuperação impressos para os digitais, estes últimos tiveram crescimento de 81,9%, enquanto os primeiros caíram 15,2%. Os serviços de recuperação digitais são mais efetivos e de menor custo para os clientes e têm margem maior para a Boa Vista.

Também o EBTIDA ajustado é recorde em um trimestre na trajetória da Boa Vista — subiu 60,8% em relação ao mesmo período do ano anterior e 34,4% sobre o obtido no 2º Tri de 2021. A margem EBITDA ajustado atingiu a marca de 52,6%, 11,1 pontos percentuais superior à registrada no mesmo período do ano anterior.

Investimentos com eficiência

Na comparação ano contra ano, o EBITDA ajustado menos CAPEX Total cresceu 99,4%. Na comparação do 3º Tri de 2021 com o 2º Tri deste ano, o EBITDA ajustado menos CAPEX total cresceu 47,1%. "O crescimento das nossas receitas, aliado ao controle de custos e uso de inteligência analítica, compensou o efeito dos necessários investimentos que temos feito, por exemplo, em pessoal, como na formação da equipe do CEA e de produtos; ou de TI, para migração para nuvem", diz o CEO Dirceu Gardel.

Como resultado de todos esses fatores, o lucro líquido ajustado (excluindo efeitos não recorrentes e efeitos contábeis adicionais das aquisições, deixando em bases comparáveis) alcançou R$60,3 milhões e ascendeu em 320,5% em relação ao mesmo trimestre de 2020 – e 94,3% quando comparado ao obtido no 2º trimestre de 2021. Quando não ajustado o lucro atingiu R$49.8 milhões, contra um prejuízo de R$28,9 milhões no 3T20, e mais que o dobro dos R$22,2 milhões do 2T21.

Inaugurado oficialmente em abril, o Centro de Excelência em Analytics (CEA) da Boa Vista conta com aproximadamente 100 profissionais, entre matemáticos, engenheiros e cientistas de dados. "O CEA tem multiplicado por dez a nossa velocidade no desenvolvimento de soluções analíticas sobre bases de dados para nossos clientes.

O CEA também tem sido fundamental em nossa capacidade de entregar soluções baseadas em novas bases de dados, como o Cadastro Positivo, que acrescenta ao tradicional cadastro de negativação, informações positivas, identificando e incluindo no mundo do crédito gente que era invisível para o mercado, como os desbancarizados. O Cadastro Positivo, que iniciou apenas com informações das instituições financeiras, está recebendo, desde abril, as informações das empresas de telecomunicações e até o final do ano deve começar a receber as das empresas de saneamento e energia, ampliando a inclusão de indivíduos antes sem acesso ao mercado de crédito tradicional", continua o CEO da Boa Vista.

"O CEA é a nossa principal iniciativa de crescimento orgânico, anunciada desde o nosso IPO, que completou um ano em setembro, à época como a nossa 'fábrica de algoritmos'. Além disso, prossegue outro compromisso do IPO, as aquisições de novas soluções e/ou plataformas tecnológicas adjacentes aos serviços que já prestamos, visando ampliar nossa velocidade e ganho de participação de mercado. Estamos integrando celeremente a Acordo Certo, que adquirimos em dezembro de 2020, uma plataforma 100% online que promove, de forma ética e vantajosa para ambos os lados, acordos entre credores e devedores. E entramos definitivamente no mercado de antifraude transacional com a conclusão, em agosto, da aquisição da Konduto, que temos a plena convicção de que trará ainda muito mais valor para ambas as linhas de negócios, de soluções de crédito e antifraude, pela utilização de algoritmos e ganhos de poder de análise pela combinação das operações", afirma Dirceu Gardel.

"Fechamos o trimestre ampliando nossa participação em novos mercados e ainda contando com boas oportunidades mapeadas, visando ampliar nossa velocidade e ganho de participação de mercado, sempre buscando negócios escaláveis e com alta sinergia com nossos negócios, fortalecendo a posição da Boa Vista como uma empresa referência em analytics no mercado Brasileiro", conclui o CEO da Boa Vista.

Deixe seu comentário