Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha conclui implantação dos sistemas de TI

1
0

A preparação para o novo desafio fez com que o Mané Garrincha passasse por um verdadeira transformação, que incluiu um novo e moderno sistema de TI, sob responsabilidade da Siemens em parceria com a HP, escolhida para integrar todos os sistemas críticos do estádio incluindo controle de acesso (catracas), segurança física, sonorização, sinalização digital, acesso via wireless, mais de mil câmeras de segurança, entre outros. Hoje, todos os sistemas eletrônicos do estádio passam pela rede da HP e são processados e armazenados nos servidores, hardware e storage da empresa.

Todos os sistemas providos pela Siemens que fazem parte do novo estádio são suportados pela solução de networking HP, além dos servidores, storage e workstation, e a rede de telefonia Microsoft conta com suporte do hardware HP.

"A combinação de empresas como Siemens, HP e Microsoft possibilitou ao estádio oferecer a mais moderna estrutura de TI para os torcedores que participarão da Copa do Mundo, e depois dos jogos que usarão o estádio" comenta Rita D'Andrea, diretora da unidade de negócios de networking da HP.

De acordo com Wanderley da Cruz Andrade, gerente de contas da Ziva, responsável pela implementação do projeto, ele durou aproximadamente 100 dias, contou com o envolvimento de uma equipe de oito profissionais, entre engenheiros e analistas, além de ter sido dividido em seis etapas: projeto lógico, configuração de equipamentos, montagem, testes, comissionamento e treinamento da equipe que irá operar a rede durante os jogos da Copa do Mundo.

A responsabilidade da Ziva foi a de ativar todo os sistemas de voz, baseado em Lync (Microsoft), gateways, switches core, rede wi-fi, switches de distribuição e agregação, firewalls, switches de acesso para o sistema de sonorização do estádio, servidores, storages, desktops, workstation, monitores e softwares para o perfeito funcionamento da solução.

Hoje, a rede implementada no estádio já está em plena produção e suporta vários subsistemas, como vídeo, acessos, sonorização, câmeras de segurança, sistema de incêndio, e a coleta de dados do estádio.

Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha

Inaugurado em 1974, o Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha é uma homenagem ao ídolo brasileiro, bicampeão mundial das copas de 1958 e 1962. Com capacidade para 72.788 pessoas, o estádio foi totalmente reconstruído, entre 2010-2013, num investimento de R$ 1,4 bilhão, para receber, entre junho e julho, o jogos da Copa do Mundo. Serão sete partidas, incluindo a disputa do terceiro lugar e um jogo da Seleção Brasileira já na primeira fase.

Foi construído dentro do conceito de arena verde, concepção adotada ainda na criação do projeto. Muitos dos materiais utilizados na obra são recicláveis ou foram reciclados na construção. Reinaugurado em 18 de maio de 2013, se transformou rapidamente num importante vetor de desenvolvimento econômico e social para o Distrito Federal, atraindo para a cidade megaeventos e acelerando investimentos em infraestrutura e, portanto, melhorando a qualidade de vida da população.

 

1 COMENTÁRIO

Deixe seu comentário