Importação de produtos de Taiwan cai mais de 10% no primeiro semestre

0
0

As exportações de produtos de Taiwan para o Brasil tiveram um decréscimo de 10% a 12% no primeiro semestre desse ano em relação ao ano passado, quando as vendas totais ficaram em US$ 3,5 bilhões. Deste total global, o mercado de produtos de tecnologia predominou com 55% do montante, ou seja, pouco mais de US$ 1,9 bilhão. A informação é de Jorge Guang-pu Shyu, representante do Escritório Econômico e Cultural de Taipei no Brasil.

Durante a abertura da exposição "Vitrine Taiwan Excellence", que ocorreu nesta quarta-feira, 21, em São Paulo, o executivo disse que as importações de produtos de tecnologia serão inferiores devido à situação econômica dos países emergentes e a volatilidade do câmbio. Os principais itens importados pelo Brasil são placas de circuito impresso, que representam 28,7% do total, seguido por equipamentos para rádio e TV, microprocessadores e semicondutores.

Shyu disse ainda que a falta de reconhecimento do Brasil gera obstáculos aos investimentos de empresários taiwaneses no país, uma vez que não concede visto aos visitantes. "Para os taiwaneses, o Brasil é um país distante, com uma língua de difícil aprendizado, que somados com a falta de visto, desestimula o interesse dos empresários. Países das Europa, Estados Unidos, Israel e até mesmo Cuba concedem visto. Mas o taiwanês, para vir ao Brasil, precisa um passe livre (laissez-passer), um documento que traz insegurança e, em muitos caos, é desconhecido pelas autoridades alfandegárias", ressalta.

A mostra, promovida pelo Ministério da Economia da Taiwan por meio do Bureau of Foreign Trade (BOFT) e do Taiwan External Trade Development Council (Taitra), ocorre até dia 25 em São Paulo e segue para a Rússia e México até o final do ano. São 37 marcas de produtos que vão de bicicletas até laptops, que ganharam prêmios de qualidade, design e inovação.  

Deixe seu comentário