Fintechs: Usando a tecnologia para inovar o mercado financeiro no Brasil

0
0

As fintechs são basicamente empresas que oferecem serviços financeiros através de plataformas digitais. Pra resumir eu diria que as fintechs surgiram para sanar as deficiências dos serviços tradicionais, sendo menos burocráticas, oferecendo menos taxas em alguns casos e mais praticidade ao cliente.

As modalidades de serviços oferecidos por elas vão desde cartões, seguros, investimentos e empréstimos –  mais simples e direto. As variedades são enormes e os serviços acabam sendo parecidos com o que existem nos bancos, mas de uma forma mais ágil, pratica e simples. Vale ressaltar que as fintechs buscam sempre muita transparência no relacionamento com seus clientes, isso fideliza e deixa o cliente mais apto a contratar os serviços.

O comportamento do consumidor vem mudando muito ao longo dos anos, então hoje em dia falar em fazer serviços financeiros pela internet é algo comum, o que há alguns anos atrás poderia sem um problema. Hoje as empresas que atuam nesse nicho de mercado conseguem mostrar aos seus clientes a sua seriedade, transparência e preocupação na prestação de serviço qualificado, deixando assim o cliente em um ambiente seguro e confiável.

O mercado de crédito consignado, por exemplo, é um grande case nesse sentido. Conhecido pela possibilidade de desconto direto em folha de pagamento, o nicho movimentou cerca de R$ 120,2 bi (Fonte: Banco Central, Junho 2017) no ano passado. O potencial desse tipo de transação é visto como crescente tanto no país quanto no exterior, onde já atrai investimento de muitas empresas.

Uma grande vantagem para o cliente que escolhe o consignado é a taxa mensal com os menores juros, em média 2,04% a.m. (Fonte: Banco Central, Junho 2017). Os juros do consignado variam de acordo com a instituição financeiras e o número de parcelas. As parcelas podem variar de 6 a 96. Já as taxas, vão de 1,72% a 2,53% mensais.

Cristiano Amâncio, sócio fundador da Empretimofacil.com 

Deixe seu comentário