Soluções Open Source ou All in One? Porque freewares nem sempre compensam

0
3

Ineficiência, elevado custo financeiro, desperdício de tempo e esforços são características que cotidianamente envolvem os processos de TI. Os administradores de TI sentem um calafrio apenas por ler estas palavras. Para tentar realmente reavaliar suas ferramentas e rotinas, estes profissionais precisam, dentre outras decisões, escolher qual a melhor opção para o monitoramento de rede da empresa. Há muitos caminhos para realizar tal atividade – das soluções Open Sources aos softwares comerciais, das aplicações isoladas às exclusivas de fabricantes de hardware. Economizar na aquisição de um software geralmente não é a melhor escolha. Pelo contrário: soluções baratas frequentemente exigem tempo demasiado do departamento de TI com instalação, administração e correção de problemas.

Um bom funcionamento da infraestrutura de TI é essencial para os negócios de uma empresa. Interrupções nos processos operacionais podem rapidamente ocasionar perdas financeiras e desperdício de tempo. É no sentido de evitar essas perdas que as soluções de gerenciamento de rede atuam, pois são capazes de monitorar a disponibilidade de sistemas, serviços, aplicações, uso de banda, além de informar a equipe de TI sobre problemas na rede. Dessa forma, o trabalho do departamento de TI se torna mais eficiente, com redução significativa da carga de trabalho, além de possibilitar aos administradores de rede se dedicarem mais a outros projetos e atividades.

Soluções Open Source x All in One

As soluções Open Source são amplamente utilizadas devido à sua fácil disponibilidade e instalação, são geralmente personalizadas e podem ser utilizadas sem taxas de licença. No entanto, a implementação, configuração e até mesmo o funcionamento de um software Open Source muitas vezes pode exigir do administrador de TI um esforço acima da média e conhecimento profundo da solução. Ademais, ou o administrador terá que dedicar muito tempo na manutenção ou necessitará contratar um prestador de serviço para realizá-la. Em geral, os softwares disponíveis gratuitamente contêm apenas as funções básicas que não são suficientes para um monitoramento preciso e detalhado da infraestrutura de TI. Consequentemente, muitos processos e parâmetros ficam sem monitoramento, deixando a rede suscetível a erros. Em muitos casos, as soluções Open Source não oferecem suporte ao produto, o que obriga os administradores de TI a encontrar saídas para seus problemas por conta própria. Apesar de existirem fóruns online que debatem sobre monitoramento de rede, apenas isto não garante que o administrador de TI terá todas as respostas de que precisa. Outro ponto negativo para quem utiliza soluções Open Source é que os usuários dependem de outros membros da comunidade para que o produto seja atualizado.

Nos últimos anos, as empresas têm optado por investir em softwares All in One para realizar o monitoramento de rede. Esse tipo solução profissional e abrangente de monitoramento, no entanto, não precisa ter um custo demasiadamente elevado. Tais softwares oferecem várias funções de controle geral e também em áreas específicas. Alguns dos protocolos convencionais monitorados pelas soluções All in One são SNMP, WMI, ICMP, SOAP, REST e xFlow. Além disso, essas soluções de monitoramento oferecem uma grande variedade de opções e funcionalidades, como por exemplo, POP3, Exchange, HTTP, FTP, SQL, servidores virtuais, entre outros. Tal solução garante uma reação rápida para necessidades futuras que possam ocorrer em uma rede. Se novos dispositivos ou segmentos de rede são adicionados posteriormente, não há a necessidade de se reprogramar minuciosamente todo o sistema. É possível ainda realizar o monitoramento de rede em trânsito, sem precisar estar no escritório para ter controle sobre a rede. Isso ocorre pelo fato de algumas soluções All in One oferecerem aplicativos para smartphones ou tablets.

O dia a dia dos negócios já possui por si só dificuldades suficientes. Por que torná-lo ainda mais complicado? Como vimos, ao adquirir um software de monitoramento de rede, o menor preço de aquisição não deve ser o fator decisivo. Antes obter uma solução abrangente, de alta qualidade, que tenha atualizações frequentes e que possua suporte técnico diretamente do desenvolvedor é, via de regra, mais barato do que se pensa.

 Danton Guerra, gerente de Desenvolvimento de Negócios para o Brasil da Paessler AG

Deixe seu comentário