Apple oferece US$ 18 milhões para encerrar processo do Facetime

0
0

A Apple concordou em pagar US$ 18 milhões para resolver um processo de ação coletiva, acusando-a de sabotagem intencional ao aplicativo de vídeo e áudio do FaceTime em quase 3,6 milhões de iPhones.

A proposta do acordo, apresentada em um Tribunal Federal da Califórnia, abrange iPhones rodando no iOS 6 ou anterior.

Os consumidores que lideraram a ação coletiva alegaram que a Apple diminuiu intencionalmente o desempenho dos iPhones mais antigos, na tentativa de levar os usuários a atualizar para o iOS 7 ou parar de usar o FaceTime.

Isso, segundo o processo, decorreu de uma disputa de patente entre a Apple e o VirnetX que cobria uma tecnologia de retransmissão de dados, que o fabricante do iPhone supostamente parou de usar nas versões posteriores do sistema operacional para reduzir as taxas de licenciamento.

A proposta da Apple fará com que 90% dos membros da ação coletiva recebam uma indenização de cerca de US$ 3 cada apenas.

Em fevereiro, a Apple perdeu sua última tentativa de anular uma decisão em favor da VirnetX, com o fornecedor sofrendo uma penalidade financeira de US$ 439,7 milhões como resultado.

Deixe seu comentário